domingo, 19 de setembro de 2021

Paulo Freire, 100 anos: Documentário da TV Cultura sobre um dos maiores educadores e pensadores brasileiros, reconhecido mundialmente




O vídeo acima, Paulo Freire, 100 anos é um documentário produzido pelo departamento de jornalismo da TV Cultura sobre o patrono da educação brasileira. Um material elaborado para a comemoração do centenário de nascimento do autor de Pedagogia da Autonomia e de Pedagogia do Oprimido, dentre outros livros, estudados por diversas educadores e universidades, mundo afora. Um dos maiores pensadores que tem o reconhecimento de diversas instituições do planeta.
Documentário apresentado jornalista e diretor Leão Serva, "traz os principais estudiosos da obra do educador para explicar a sua importância e, ao mesmo tempo, os motivos dele estar sendo vítima de tantos ataques extremistas".
Um educador que "foi professor das universidades de Harvard, nos Estados Unidos, e Cambridge, na Inglaterra, e teve mais de 40 títulos de doutor honoris causa em universidades como Oxford, na Inglaterra, e Coimbra, em Portugal".
Um material essencial para qualquer educador, seja pai ou professor, conhecer a biografia de um dos grandes valores da sociedade brasileira.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

sábado, 18 de setembro de 2021

Verdadeiro amor: clipe que parece um curta numa relação intertextual da música com o cinema, da literatura com a mitologia e a filosofia




O vídeo acima, True Love [Verdadeiro amor] é um belíssimo clipe [2013] que, ao vê-lo, remeteu-me imediatamente ao clássico e longa-metragem sueco O Sétimo Selo [1957], de Ingmar Bergman e ao filme Encontro Marcado [1998], de Martin Brest, pois a protagonista das três narrativas é a própria Morte que vem buscar alguém, e, no caso do clipe, acaba por se apaixonar pela filha da idosa que deverá embarcar no barco de Caronte, o barqueiro mitológico.
Vejam só, um belo e profundo clipe da cantora Eivør, com direção de Heiðrik á Heygum, que permite um diálogo intertextual entre música e cinema, literatura, mitologia e filosofia, pois envolve questões metafísicas, literárias e filosóficas, como vida e morte, amor e paixão etc.
Um primor de vídeo, cheio de alegorias, metáforas e simbolismos, para uma aula integrada entre Literatura, Filosofia, Artes com Produção Textual, para que, a partir da leitura de imagens, escrevam sobre o que é visto e cantado. Um clipe que parece curta, e que carregarei para projeto de mesmo nome, que desenvolvo desde 2010 [detalhes AQUI].
Na narrativa visual, a moça, depois de ver a Morte levar sua mãe, seguindo a lista que o barqueiro lhe dá, pensa que será a próxima e almeja reencontrar a Morte, num sentido literal, enquanto a Morte, apaixonada pela moça, desiste de seguir sua sina e se converte em humano para realizar seu sonho de amor. Algo que me lembrou, além do filme Encontro Marcado, o longa Cidade dos Anjos, de Brad Silberling, curiosamente também de 1998 [em que o anjo igualmente desiste da imortalidade para viver um grande amor], que é remake de Asas do desejo [1987], de Wim Wenders, e, por fim, a peça de Shakespeare, Romeu e Julieta [1597] e filme de Franco Zefirelli [1968], na questão dos desencontros que levam à tragédia final. Que fica subentendida a partir do abridor de cartas e a expressão da Morte ao ver a cena.
O beijo que a moça deseja da Morte, não é o mesmo que a Morte, em seu amor romântico pensa encontrar, tanto que resolve trocar de lugar com um sobrevivente de acidente, à beira justamente da Morte, oferecendo-lhe sua função e trocando suas vestes...
Um lindo clipe, pois, ao que parece, o desejo de ambos [moça e morte], de um reencontrar o outro, possuem finalidades bem diversas: ela, depremida, quer que a Morte a leva junta da mãe [o beijo que ela suplica é bem emblemático], a Morte quer viver um grande amor, junto de sua amada. Poético, filosófico, literário, artístico e transcendental, pois a morte da Morte, tornando-se mortal é ao mesmo tempo a morte do amor, já que a moça deseja apenas morrer, não de amor, mas seduzir a Morte para levá-la ao mundo onde se reencontrará com a mãe.
Abaixo, trailers dos filmes mencionados:











Observação: Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

"Sem Abelha, Sem Alimento": videoaula sobre a importância das abelhas na produção de alimentos




O vídeo acima, "Sem Abelha, Sem Alimento", trata-se de ótima videoaula sobre a importância das abelhas na produção de alimentos e descobri video Twitter do amigo Fabio Paiva Fagundes.
E uma abordagem didática e criativa, o audiovisual demonstra a importância das abelhas, não apenas no tema que intitula o vídeo, mas sociedade humana em geral, por conta necessitada da politização e muito mais. Interessante dados que compo~em um painel qu envolve outras áreas, como biologia, matemática, química, física etc.
Para complementar este material, indico também o vídeo a seguir:



Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

terça-feira, 7 de setembro de 2021

"Copo de Chá": curta-metragem indiano de Jitendra Rai que trata do poder da Educação que precisa chegar às áreas mais remotas, unindo um país




O vídeo acima, Cup Of Tea [Copo de Chá], trata-se de premiada curta-metragem indiano de Jitendra Rai, que me foi indicado via WhatsApp pela minha prima Reja Klaes, bibliotecária aposentada, residindo em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.
Um curta de pouco mais de 3 minutos que permite uma breve reflexão sobre o "Poder da Educação" e de que as aparências enganam.
Segundo consta, para entender melhor a história, "a expressão 'copo de chá', em inglês, também significa algo de que se gosta muito", provavelmente derivada do costume do famoso chá das cinco.
A história é simples, bela, comovente e surpreendente, pois parte de um incidente, quando uma jovem fotógrafa está entretida fazendo fotografias da paisagemd a Índia, quando, aparantemente, um garoto rouba sua bolsa e sai correndo pelos arredores de um povoado da zona rural, enquanto a mulher o segue. O menino, curiosamente, parece que deixa pistas pelo caminho, para ser seguido, até que finalmente ele chega ao centro daquela povoação. Ali, todos os habitantes de todas as idades parecem aguardar aquela fotógrafa, com uma mensagem de "Bem vinda", escrita no quadro ou lousa, deixando subentendido que a mulher é também uma professora.
O curta bem premiado visa, conforme dados, "estimular recursos [humanos e financeiros] para educar crianças na área rural" da ìndia, e, por conseguinte, valoriza o papel social e emancipador da Educação que, como consta nas legendas finais: "É o que une (ou poderia unir) um país"; seja ele qual for...
Um ótimo material para tratar de cidadania, igualdade, equidade e do poder integrador, inclusivo e ao mesmo tempo emancipador do ato de educar. Algo sempre necessário de se defender e por ele lutar, ainda mais em tempos de "Fake News", desinformação, e intolerância.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

"Uma Espiral Viral": curta de animação de Steve Cutts [Man, 2020] sobre mudanças climáticas, zoonoses infecciosas e a exploração animal #COVID




o vídeo acima, Uma Espiral Viral [Viral Spiral], trata-se de curta-mentragem de animação de Steve Cutts, sobre mudanças cimáticas, produzida pelo departamento científico da Fundação Nicolaas G. Pierson, do Partido Animalista Holandês (https://www.partyfortheanimals.com/pt) e foi-me indicado pela colega e amiga Josane Batalha Sobreira da Silva, professora de Campinas, São Paulo, Brasil.
Animação legendada que trata, além das mudanças climáticas, da pandemia, també sobre zoonoses infecciosas e a exploração animal e os impactos ambientais, em função do modelo exploratório e civilizatório atual.
Um ótimo material para reflexão sobre meio ambiente, educação ambiental, além em aulas de sociologia e produção textual.
Steve Cutts é autor de outro vídeo viral, chamado "Man" [Homem], de 2020, que trata tambpem do processo civilizatório em questão e recomendo a visualização, mais abaixo:



Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

domingo, 29 de agosto de 2021

"Pare de controlar": curta de animação que conta a história de Dechen, um pequeno monge budista, que tem uma paixão pela jardinagem




O vídeo acima, "Dechen", trata-se de curta-mentragem de animação, indicado pela colega e amiga Josane Batalha Sobreira da Silva, professora de Campinas, São Paulo, Brasil.
Dechen, conforme apresenta o portal Pensar Contemporâneo, é "[...] um pequeno monge budista em preparação, que tem uma grande paixão pela jardinagem". Monge que trata com todo cuidado de uma bela flor, com total dedicação, ibclusive a retirando de onde estava, por causa de chuva forte, a transplantando para outro local [tirando-a da terra e da natureza, e a colocando num vaso dentro de casa, para melhor protegê-la].
A animação, usando a metáfora e simbologia da flor como uma representação do amor por algo ou alguém, promover reflexão sobre o excesso que muitos são levados, mesmo quando visam o bem maior, sufocando algo ou alguém, tentando tudo controlar, protegendod emais, sem deixar que o objeto de amor possa respirar naturalmente. Quando o menino recoloca seu objeto de amor de novo na natureza, o pequeno milagre da vida ressurge.
Um belo audiovisual de 2012, com roteiro e animação de Kaukab Basheer, que permite o professor trabalhar com diversos níveis de leitura com crianças, jovens e adultos.

Rwecomendo a leitra da resenha do portal PENSAR CONTEMPORÂNEO que traz uma bea análise do referido curta, em uma perspectiva ampla, sobre os relacionamentos humanos, sejam de pais e filhos, ou os amorosos, onde idelizamos a pessoa amada a partir do que desejamos, muitas vezes tirando de sua natureza e colocando-a noutro local em que a controlamos. Vejam a reflexão na íntegra, no link a seguir:

“Pare de controlar” o curta-metragem que nos ensina a abraçar a vida

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

sábado, 28 de agosto de 2021

"A vida é um rio": música, literatura, filosofia e Redação do ENEM em atividade multidisciplinar [clipe, curta e escrita criativa]




O vídeo acima, A Vida é Um Rio, em sua versão acústica, de Raffa Torres, descobri via YouTube e trata-se de um ótimo audiovisual para uma atividade multidisciplinar, envolvendo os conteúdos de Artes, Literatura, Filosofia, Produção Textual e muito mais, com foco na Redação do ENEM.
Multidisciplinar, pois envolve clipe, curta estudantil adaptado de clássico da literatra brasileira, o conto a A Terceira Margem do Rio, de Guimarães Rosa, que tem um componente de existencialismo, uma corrente filosófica que teve em Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir e Albert Camus seus expoentes, e serve tudo junto e misturado, para reflexão, visando a escrita criativa numa Redação para o ENEM, envolvendo justamente esses componentes curriculares, integrados de forma intertextual.
O Rio como metáfora, alegoria e simbologia da própria Vida. A escrita como representação de um pesamento que pode ser abstrato, subjetivo, metafísico, dentro de uma proposta objetiva, direta, concreta que a é a dissertação argumentativa do Enem. Trabalhar com argumentos por convencimento, na questão lógica e concreta; com argumentos persuasivos, trazendo bagagem sociocultural, afetividade, e o próprio existencialismo, dependendo do tema. Podendo-se incluir, inclusive, a Modernidade Líquida, conceito do pensador e sociólogo Zygmuth Bauman.
Abaixo, vídeo escolar adaptado do conto de Guimarães Rosa, além de links para postagens neste blog educacional, tratando de temas correlatos:



Outras postagens relacionadas ao tema:

A terceira margem do rio: criativo curta-metragem escolar inspirado no conto de Guimarães Rosa

"Daddy" [clipe da banda Coldplay] e "A terceira margem do rio" [conto de Guimarães Rosa]: a intertextualidade entre cinema, música e literatura

Abaixo, link para ler o referido conto:

A TERCEIRA MARGEM DO RIO, de João Guimarães Rosa

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Mochileiro pela Educação e Viajante da Literatura: Tiago Silva, um ex-carteiro que distribui a crianças livros pelo Brasil




O vídeo acima, Viajando na educação, trata-se de palestra de Tiago Silva ao TEDxPajuçara. Tiago é um jovem que já foi carteiro e agora se tornou mochileiro, transformando a vida de jovens e crianças do interior de Alagoas, Brasil, por meio da educação e da distribuição de livros.
Uma grande lição de vida desse "Mochileiro pela Educação" e, de certa forma, "Viajante da Literatura" que, conforme apresentação do referido vídeo, "já percorreu 40 cidades brasileiras, distribuindo cerca de 700 livros e levando a mensagem de que a educação salva vidas. Mais de 6 mil jovens já assistiram suas palestras por todo o Brasil."
Para conhecerem mais da vida e obra de Tiago, que "também é diretor do projeto Conversando Sobre Carreira. Idealizador do programa Jornada pela Educação, membro do Conselho de Jovens Empreendedores (CJE/AL), é também colunista da rádio", em Maceió, recomendo a leitura da reportagem, no link a seguir:

MOCHILANDO PELA EDUCAÇÃO: A HISTÓRIA DE TIAGO SILVA

EM TEMPO: Recomendo aos visitantes deste blog, verem outra postagem que dialoga com esta, sobre um Carteiro que se torna Poeta, e distribui poesias junto com as cartas, conforme link a seguir:

O carteiro, o poeta, a rua e a poesia: Isso é o que nos move (a arte e a poesia em toda parte)

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Intertextualidade de clipe que lembra fábula "O Pequeno Príncipe", com o encontro entre homem, raposa e caracol [música, cinema e literatura]




O vídeo acima, Russian Farmer's Song [Canção do Fazendeiro Russo, tradução livre], da banda Keane, é daqueles clipes que parecem curtas, pela narrativa visual, cheio de metáforas, simbologias e referências intertextuais em um inusitado encontro de um homem com um caracol e depois uma raposa. Lembrou-me um pouco de O Pequeno Príncipe e outras fábulas nesse audiovisual, mas pode ser mera impressão...
Veio em minha mente aquela frase do referido livro de Saint Exupéry: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas", vide imagem abaixo:



Para complementar essa ideia, encontrei um ótimo artigo de Rebeca Fuks, Doutora em Estudos da Cultura, para o site Cultura Genial, em que a mesma trata do "Significado e contexto da frase", em que a raposa diz para o Pequeno Príncipe, no capítulo XXI, e uma das passagens mais conhecidas e citadas da obra de Exupéry. Texto que indico leitura completa no link a seguir:

Cultura Genial: Frase Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas

Todo educador, seja pai ou professor, de certa forma é responsável pelo que cativa no aluno, seja o gosto pela leitura, pela arte e cultura, matemática, física, biologia, não importa. Todo educador é alguém que inspira o outro e pelo outro é inspirado, como em O pequeno Príncipe, como nesse clipe e outras obras que se relacionam de forma intertextual.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

domingo, 22 de agosto de 2021

Fone celular faz mal? O que a neurociência diz: interessante reflexão de especialista sobre essa ferramenta que pode ser aliada, mas que deve ser moderada




O vídeo acima, CELULAR FAZ MAL? O QUE A NEUROCIÊNCIA DIZ, descobri nos vídeos correlatos do YouTube e considero uma importante reflexão de Claudia Feitosa-Santana, mestre e doutora em Neurociência pela USP com pós-doutoramento pela University of Chicago, que conta ao canal CASA DO SABER, "o que os estudos científicos, principalmente os de Neurociência, já sabem sobre o impacto dessa tecnologia em nosso cérebro, corpo e comportamento".
Algo fundamental para orientar pais e professores, além dos próprios filhos e alunos. O equipamento em si não é o problema, mas sim, como tudo na vida, seu uso excessivo, sem limites, sem controles, sem consciência do que ele representa.
O audiovisiual traz dados muito interessantes e relevantes, para orientar famílias e escolas. Dados como que homens, passam mais jogando on-line e que mulheres, ficam mais conectadas às redes sociais digitais. Entretanto, o uso excessivo causa transtornos físicos e mentais, como: depressão e ansiedade; estresse e insônia; distanciamento social e dependência, tal qual o vício das drogas ilegais.
Como tudo na vida, há que se ter moderação. Uma faca para cortar pão, pode ser uma arma e causar mal a alguém; o açucar ou sal em excessos, podem comprometer índices de glicose e colestoral no organismo; enfim, tudo requer certa moderação e adequação á necessidade, como o próprio trabalho que leva à dependência e ao chamado workholic por parte de alguns. A própria paixão, que é o amor em excesso, pode levar a decepções, traumas, quebra de relacionamentos.
Em contrapartida, durante a pandemia, as redes sociais digitais e os equipamentos eletrônicos, dentre eles os fones celulares, smartphones, tablets, notebooks etc, foram essenciais para manter a humanidade e preservar a sanidade, quando usados para entretenimento, educação, arte e cultura, trabalho em casa [home office], conversar com familiares noutras cidades, etc.
Então, nem 8 nem 80, mas o meio termo, o equilíbrio, a ponderação e a reflexão constantes são necessárias nesse processo de autoconhecimento. A tecnologia em si não é a "vilã malvadona", mas o uso sem controle de seja o que for, poderá gerar transtornos às pessoas, em sua "Caverna de Platão 3.0", no "efeito bolha" e tudo mais...
Um bom material para agregar a essa discussão pode ser o documentário O DILEMA DAS REDES [vide trailer a seguir], veiculado pela Netflix, com cenas dramatizadas, inspiradas em fatos reais, que aborda um assunto semelhante, do vício que as redes sociais digitais promovem nos seus usuários. Estes dois audiovisuais podem ser referências para uma produção textual, no formato dissertativo-argumentativo, tal qual a Redação do ENEM, para incentivar a reflexão, argumentação e proposta de uma intervenção dos alunos sobre tal situação.



Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Dúdú e o Lápis Cor da Pele: curta-metragem para refletir sobre o racismo estrutural e a descoberta da identidade




O video acima, Dúdú e o Lápis de Cor da Pele, trata-se de crta-mentragem com direção de Miguel Rodrigues e foi indicação da colega e amiga Josane Batalha Sobreira da Silva, de Campinas, São Paulo, Brasil.
Um ótimo audiovisual para tratar sobre racismo estrutural presente na sociedade, bem como para lidar com questão lúdicas e do imaginário infantil, a partir da figura do menino Eduardo ou Dudu, que com o seu lápis cor da pele tenta encontrar alguém pela rua com aquela textura. Entre encontros e desencontros, Dudu encontra uma mulher que o auxilia a voltar para casa e ainda lhe ensina o significado de seu apelido, que em iorubá, Dúdú, duplamente acentuado no "u", siginifica "negro".
Um curta-metragem que serve para discutir racismo, cultura, arte, identidade e muito mais.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

terça-feira, 17 de agosto de 2021

O poder da arte e a genialidade de Van Gogh em cena comovente do seriado Doctor Who




O vídeo acima, Vincent Van Gogh visita sua galeria, trata-se de comovente cena de episódio 10 da 5ª. temporada do seriado Doctor Who, em que o célebre pintor viaja no tempo e vê o resultado de sua obra na atualidade.
Um belo material para uma aula sobre história da arte, unindo ficção e realidade, e demonstrando o poder da arte e a genialidade do mestre Vincent. A descrição que o professor de arte faz da obra de Van Gogh é sensacional.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Tarsilinha: belíssimo videoclipe de Zeca Baleiro com a música tema de animação de mesmo nome, inspirado na obra de Tarsila do Amaral




O vídeo acima, Tarsilinha, foi indicação via WhatsApp de minha prima Rejane Klaes, de Porto Alegre (RS), Brasil e trata-se de belíssimo videoclipe de animação, com canção tema do filme de mesmo nome, inspirado na obra da genial artista plástica Tarsila do Amaral, uma das expoentes do Modernismo Brasileiro, em sua Primeira Fase.
O clipe é o "teaser oficial" do filme, com direção de Celia Catunda e Kiko Mistrorigo, e conta com a participação do cantor e compositor Zeca Baleiro e de Ná Ozzetti e fou produzido pela videoprodutora Pinguin Content.
Conforme apresentação do clipe no YouTube: "O longa metragem é inspirado na obra de Tarsila do Amaral e conta a história de Tarsilinha, uma menina de 8 anos que embarca numa jornada incrível para recuperar as memórias roubadas de sua mãe."
Ainda, conforme sinopse: "A canção, composta especialmente para o filme, ressalta a brasilidade presente no longa, especialmente nas suas cores, paisagens e personagens originários da cultura brasileira, como a Cuca e o Saci."
Zeca Baleiro indica que: "A canção fala da travessia da personagem Tarsilinha por um mundo desconhecido, algo como uma realidade paralela, cheia de perigos e ameaças. Como em toda fábula, essa viagem é uma história de descoberta e autoconhecimento. A música é um baião bem brasileiro com uma pequena alusão à obra de Villa-Lobos".
Uma pequena mostra do que o longa-metragem deve proporcionar, com os mitos, lendas e todos os elementos da arte e cultura brasileira, e esse sentimento de brasilidade. Um clipe que parece um curta que pode ser utilizado nas mais variadas faixas etárias, por ser atemporal e universal, em atividades envolvendo cinema, literatura, história, memória, artes em geral, e muito mais.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

domingo, 15 de agosto de 2021

"São apenas três palavras": O poder do "Eu te amo" via "O Papai É Pop" Marcos Piangers [pequena lição de bem viver]




O vídeo acima, "O poder do 'Eu te amo'", achei no YouTube, após indicação via WhatsApp por minha prima Rejane Klaes, de Porto Alegre, RS, Brasil e trata-se de breve e profunda reflexão sobre o poder das palavras, aregadas às manifestações de carinho a quem se ama. Nunca é cedo ou tarde para dizer "Eu te amo" a quem se ama. "São apenas três palavras", como diz Marcos Piangers, mais conhecido pelo seu canal de vídeos AQUI e pelo seu site O PAPAI É POP, onde sempre brinda seus seguidores com essas reflexões sobre situações, aparentemente, corriqueiras do cotidiano, envolvendo sua filha, seus amigos, ou pessoas que passam por seu caminho.
Piangers em poucos minutos consegu passar uma mensagem positiva, motivadora, comovente, de como podemos aprender e ensinar uns com os outros, a partir de exemplos simples e práticos desse grande mecanismo chamado Vida. Valendo-se de uma linguagem simples e ao mesmo tempo poética e filosófica, Piangers toca fundo ao coração daquele que ainda mantém sua humanidade, do que cultiva a empatia e a alteridade e abre portas àqueles que querem adentrar a esse mundo em que vivemos.
Conforme apresentação no YouTube, "Este vídeo foi doado para o Exército de Salvação. Toda a renda arrecadada os views deste vídeo será doada para esta ONG."
"Eu te amo", são apenas três palavras, mas que quando ditas com o gosto, com vontade, com intenção, podem transformar o mundo do outro e o nosso. Eis a pequena lição que esse audiovisual nos traz e nos motiva.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

sábado, 14 de agosto de 2021

Vacina Prime: genial peça de humor para refletir sobre a postura de alguns durante a pandemia e seu modo de vida alienado da sociedade




O video acima, Vacina Prime, encontrei no YouTube e é uma genial e divertida peça de humorinteligente d grupo PORTA DOS FUNDOS, que ridiculariza com a postura elitista e inoportuna de algumas pessoas que escolhem o tipo de vacina que desejam tomar, como se estivessem numa loja de conveniências e não num posto de saíude, durante uma pandemia global devastadora, que só no Brasil já ceifou a vida de mais de meio milhão de pessoas.
Postura inadequada, desrespeitosa, alienada que deve ser, sim, ridicularizada por ser, de certa forma, antissocial. Quantos profissinais da saúde que se expõem diariamente a um vírus letal precisam passar por esses constrangimentos por que alguém se acha, acima de tudo e acima de todos, que quer impor sua diferença de classe social, seu status e outras formas de opressão e de "distanciamento social", não quanto ao espaço adequado entre as pessoas em filas, mas justamente querendo pular a fila, ter privilégios, dar o famoso "carteiraço".
Um vídeo fundamental para discutir, não apenas vacinação, mas contextualizar tempos e espaços, se valendo da História, da Literatura, do Cinema, e de outras produções textuais, inclusive como referencial à escrita redacional, à argumentação e posicionamento ético, ao debate de ideias, à defesa de uma sociedade mais igualitária, justa e humana.
Um ótimo material audivisual para professores da área de Linguagens e de Humanas desenvolverem leituras e escritas com seus alunos das séries finais do ensino fundamental e os do ensino médio.

Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Cantada no supermercado: comercial de TV para tratar de argumentação, coesão, coerência, sentidos do texto e redação do Enem




O vídeo acima, Cantada no Supermercado, trata-se de publicidade comercial que achei muito criativa e que serve a uma aula sobre Leitura, Interpretação de texto e escrita criativa, trazendo elementos de convencimento e persuasão, que fazem parte de um bom debate e de uma potima argumentação [defesa de ponto de vista, de ideias].
Quem visita este blog educacional já precebeu que seu editor, por ser escritor, poeta e professor, se vale de diversas audiovisuais em seu fazer pedagógico, de clipes e curtas, a propagandas, slides, cenas de filmes, documentários etc.
Assim, ao ver o referido comercial no YouTube, chamou-me a atenção para sua estrutura, que poderia ser adaptada para questões envolvendo, desde a leitura e interpretação de textos verbais à análise de argumentação, visando intensivo para a escrita da Redação dissertativa-argumentativa do ENEM.
Vejam só, o rapaz encontra uma moça no corredor do supermercado e tenta a famosa "cantada", valendo-se em sua aproximação com uma ilustre desconhecida de seu poder de persuasão [abordagem emotiva e discursiva], apelando para certas supostas coincidências, um tanto quanto subjetivas, abstratas, indiretas, de eles se encontrarem e reencontrarem em diversos locais.
Em contrapartida, a moça, por força de convencimento [lado racional, analítico e crítico], comprovando que tais coincidências nada mais eram que fruto do recurso de indicações do aplicativo do banco, que sugeria aqueles locais a todo cliente, ou seja, evidências práticas, concretas, objetivas, diretas, o que normalmente, nesse tipo de abordagem se faz, colocando dados estatísticos, tabelas, gráficos, citações de especialistas para comprovar sua opinião.
Toda argumentação pode se valer desses dois planos de abordagem, por persuação [e bagagem sociocultural] e/ou convencimento. Tais elementos dão coesão [sequência lógica] e coerência [unidade à fala, ao texto].
Na redação, o poder da argumentação pode ser valer de ambas as situações: seja trazendo dados concetros, objetivos, comprováveis e pensados por terceiros; seja acrescentando elementos da vivência do autor, sua bagagem de livros, filmes, músicas, etc. Ambas são aliadas à escrita criativa.
Em tempo: O uso desse comercial não é merchandising disfarçado, pois este blog é sem fins lucrativos, não possui patrocínios, faz tudo de forma diletante, e seu editor nem possui conta na referida instituição bancária. O vídeo é meramente ilustrativo para um professor de Língua Portuguesa e de Produção Textual referenciar aos seus alunos, colegas e demais visitantes deste blog educacional.
Observação:
Esta postagem é de autoria de José Antonio Klaes Roig, professor, escritor e poeta, além de editor do blog Educa Tube Brasil. http://educa-tube.blogspot.com
José Antonio Klaes Roig ou Zé Roig, como gosta de ser chamado, possui o Prêmio de Professor Transformador [2020] e seu blog Educa Tube Brasil, o Prêmio de um dos melhores blogues educacionais do Brasil [2020], conforme selos estampados na coluna à direta desta postagem.