terça-feira, 21 de maio de 2019

Virada Cultural e Plano B na Educação: das tecnologias às metodologias e didáticas




O vídeo acima, foi indicação via Twitter do amigo Alex Souza que compartilhou comigo o gosto que temos pelo grande menestrel Alceu Valença, um poeta, cantor e compositor brasileiro sem igual. No vídeo em questão, Alceu se apresenta em plena Virada Cultural de São Paulo (SP), Brasil e ocorre uma falha técnica nos equipamentos de som, mas de imediato o artista não se fez de rogado e pôs-se a movimentar aquela massa humana que aguardava pelo seu espetáculo.
O resultado? É essa coisa linda de se ver, em apenas 1 minuto.
O que alguns destacam como falhas técnicas, para um menestrel como Alceu Valença, foi uma oportunidade única de fazer cantar de improviso um coral de milhares de vozes.
Todo educador, muitas vezes, vai pro plano B com seus alunos, quando as tecnologias eletroeletrônicas falham. Se a didática é boa, os recursos metodológicos e tecnológicos são meios, nunca fins!
Se não tem datashow e notebook, usa-se quadro e giz; se não há livro didático, apela-se para a bagagem cultural, leva-se para uma biblioteca, faz uma saída de estudos numa experiência imersiva sem óculos VR, mas igualmente em 3D: educação criatividade e imaginação.
Aproveito para "lincar" nesta postagem o vídeo abaixo, de Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto, tocando as canções La Belle De Jour - Girassol, indicadas pela colega e amiga Berenice Teixeira Renê, de Rio Grande (RS) Brasil.



domingo, 19 de maio de 2019

Projeto Science Vlogs Brasil: plataforma que reúne 47 canais sobre ciências no YouTube para enfrentamento às Fake News e pseudociências




O vídeo acima refere-se ao Relançamento Science Vlogs Brasil SVBR, que é o Projeto Science Vlogs Brasil, que reúne 47 canais sobre ciência no YouTube e que descobri no Twitter, graças a indicação indireta de Andre Azevedo da Fonseca, educador de Londrina, Paraná, Brasil.
O Science Vlogs Brasil, imagem abaixo e link para o canal no YouTube é "a maior rede de iniciativas de divulgação científica no país":



SCIENCE VLOGS BRASIL

Conforme notícia do portal NEXO: O portal educacional foi relançado para fazer frente a onda de fake news, e pseudociências e "Atualmente, 47 canais integram a comunidade, que abrange as chamadas ciências naturais (astronomia e física, por exemplo) e ciências humanas (história, arqueologia, antropologia, entre outros campos)".

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Linha da vida: Quanto mais altos e baixos melhor (vídeo reflexão sobre o cotidiano)




O vídeo acima Linha da vida: Quantos mais altos e baixos melhor, foi indicação via WhatsApp da colega e amiga Berenice Renê Teixeira, educadora de Rio Grande (RS) Brasil e trata-se de um material para uma reflexão sobre nosso cotidiano, utilizando a metáfora da linha de um eletrocardiograma, cheio de altos e baixos e que assim é a existência humana, pois a tal normalidade é uma linha reta e essa equivale a morte.
Algo simples e ao mesmo tem profundo, não apenas na questão da motivação escolar e/ou profissional, mas para que saibamos lidar com os desafios que a vida nos traz. A vida real não é um videogame ou um videoclipe que podem ser editados, que quando há um game over pode ser reiniciada do zero. A vida real, seja em 3D ou 4K, é pra ser vivida com essa consciência de perdas e ganhos, sucessos e fracassos, altos e baixos como uma montanha russa em que precisamos reunir forças motriz e humana para superar aquele looping, aquela grande volta em torno de nós mesmos, que exige muitas vezes reinvenção reimaginação e resiliência. Dar a chamada "volta por cima".
Saber lidar com conquistas e frustrações e tirar lições de ambas é o grande desafio do educador do século XXI, seja ele pai ou professor. Afinal, somos todos aprendizes, nem tanto de feiticeiro, mas da grande arte de viver.
O referido vídeo encerra com uma frase profundamente motivadora e realista de Wayne Dyer: "Quando mudamos a maneira que vemos as coisas as coisas que olhamos mudam".
Como disse Mahatma Gandhi: "Sejamos a mudança que desejamos para o mundo".

sábado, 11 de maio de 2019

Quem joga entende: campanha que reflete o universo imaginário dos jovens através da cultura dos jogos




O vídeo acima, que trata-se de campanha publicitária de canal de esportes, intitulada Quem joga entende, descobri no YouTube e traz 5 pequenos vídeos de 30 segundos, quase vinhetas, mostrando de forma criativa e divertida o universo dos jovens e dos gamers pois de fato: quem joga entende aquelas situações apresentadas.
Algo que me permitiu uma breve reflexão de como é importante que o educador do século XXI - seja pai ou professor - conheça o contexto de vida e de mundo de seu filho e/ou aluno, para poder melhor interagir e estabelecer estratégias de intervenção social e educacional.
Os jogos eletrônicos além de diversão, podem ser também analisados sob a perspectiva múltipla: do gamer que joga e ensina a jogar, como youtuber do que desenvolve jogos, do designer, da estratégia, da gameficação no ambiente escolar etc.
Transpondo o universo dos jogos para o da literatura, por exemplo, podemos igualmente dizer que: "Quem lê entende" o modo de vida do leitor, que se transporta para países imaginários, tempos remotos ou avançados que esquece tudo que está a sua volta enquanto lê. Com a diferença que o leitor constrói, através de sua imaginação cenários, figurinos, fisionomias e tudo mais e que no jogo, já existem coisas prontas, com menos margem para a criação. Jogo eletrônico e livro são narrativas visuais e escritas, respectivamente, que complementam uma a outra. Antigamente livros e filme serviam de tema para jogos eletrônicos. Atualmente muitos jogos acabam sendo adaptados para o cinema e recebem uma versão literária e impressa ou digital. Intertextualidades.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Incrível e imaginativa manopla de Thanos feita com 1.738 ímãs: uma espécie de Jogo Lego metalizado




O vídeo acima Manopla THANOS incrível feita de 1.728 ímãs, foi indicação de meu criativo aluno Christovam Hyattes Gaya Pereira, que nas aulas de Literatura se descobriu poeta e tem escrito belos poemas. Ele é também meu aluno em PDI - Profissões digitais inovadoras, uma disciplina da área versificada do ensino médio, que criei junto com a direção da escola onde atuo, o Colégio São Pedro, da cidade do Rio Grande, extremo sul do Rio Grande do Sul, Brasil.
Em PDI sempre promovo com as turmas a troca de saberes sobre inovações e tendências tecnológicas e Christovam sempre participa, com interessantes contribuições.
Essa incrível manopla de Thanos, que remete ao universo da Marvel e da saga de Os Vingadores, lembra-me uma espécie de Lego, jogo de montar peças coloridas, neste caso, com peças metalizadas e imantadas... Algo que causa um efeito visual sensacional.
Uma das questões da inovação, que discuto com meus alunos é a ideia de transformação de algo, dando-lhe outra função ou conceito o que se enquadra perfeitamente no vídeo em questão. De pequenos ímãs funcionaram como pelas Lego para montar de forma fragmentada algo novo e uno.
Inovar é dar novas propriedades a algo que já exista. Nem sempre será o novo pelo novo ou pela novidade. É incentivar a imaginação.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

A Evolução dos Jogos Eletrônicos através da Música (1972-2018): Memória, História e Tecnologia




O vídeo acima Evolution of Game Music - 1972-2018 | ALL 41 GAMES (Plus 3 New Games), foi indicação da amiga Ana Maria FP de Campinas, São Paulo, Brasil e como o título indica, trata-se da Evolução dos Games através de 41 temas musicais de jogos eletrônicos clássicos, abrangendo de 1972 até 2018.
Uma criativa, divertida e original ideia de reunir o universo dos jogos eletrônicos com a música tema deles, além de unir história, memória tecnologia e imaginário.
A seguir a lista completa dos 41 jogos e respectivos anos:
1972 Pong 1980 Pac-Man 1984: Tetris - Theme 1985 Super Mario Bros. 1986 The Legend of Zelda 1989- Prince of Persia 1991: Sonic the Hedgehog 1992 Mega Man 2 1992 - Street Fighter 2 1992: Mortal Kombat 1992- Kirby’s Dream Land 1993-Doom 1996: Pokemón 1996 - Crash Bandicoot 1997 Goldeneye: 007 1998: Ocarina of Time: Zelda’s Theme 1998-Metal Gear Solid 1999- Super Smash Bros 2000 Diablo 2 2001 Final Fantasy X 2001 Halo 2002- Battlefield 1942 2002- Kingdom Hearts 2 2004 World of Warcraft 2004: GTA - GTA San Andreas 2005- Shadow of the Colossus 2007 Uncharted 2007 - Team Fortress 2 2009: Plants vs Zombies - Brainac Maniac 2009- Assassin’a Creed 2 2009- Minecraft 2009- Call of Duty: Modern Warfare 2 2011 The Elder Scrolls V: Skyrim 2011- Dark Souls- Gwyn 2013: The Last of Us 2013- Assassin's Creed Black Flag 2013- Papers, Please 2015-Undertale 2015- Witcher 3 2016: Overwatch 2017 PUBG 2017: Fortnite 2018- God of War 2018- Detroit: Become Human.

terça-feira, 7 de maio de 2019

Skate como ferramenta de inclusão social e esportiva: tecnologia assistiva, criatividade solidária e adaptação à realidade local




O vídeo acima Prática do skate como ferramenta de inclusão social e esportiva foi indicação do colega e amigo Fernando Luis, músico, poeta e artesão com sucata de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil e trata-se de belíssima iniciativa e projeto inclusivo de adaptar o skate para o cotidiano de crianças e jovens com deficiência motora possibilitando o princípio da equidade que mais amplo que o da igualdade, pois leva em conta justamente as limitações, tentando equiparar aos demais usuários, com as devidas adaptações.
Um projeto iniciado em Porto Alegre que tem mudado a vida das pessoas com limitações físicas, permitindo a interação e a prática esportiva e cidadã.
São exemplos assim de sensibilidade, acessibilidade, criatividade, originalidade e fraternidade que dão esperanças num futuro melhor para todos. O esporte é também uma linguagem universal e um poderoso elemento de integração.

domingo, 5 de maio de 2019

Educação e o imaginário cinematográfico: estudantes do MIT e o universo nerd (criatividade e humanidade)




O vídeo acima MIT e Avengers mostra como a tecnologia de ponta e o imaginário cinematográfico do universo nerd dialogam, através de iniciativa criativa dos estudantes do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que cobriram a cúpula do principal prédio da instituição com faixa que lembra o escudo do Capitão América, para comemorar a estreia mundial do filme Os Vingadores: Ultimato.
Quem disse que as Ciências Exatas não interagem com as Humanas? Quem acha que as Humanas não serve para nada? É justamente o imaginário que promove as grandes descobertas e invenções. E quando alguém ataca as Ciências Humanas só demonstra o quanto carece de criatividade e imaginação.
O escudo gigante do Capitão América talvez seja uma grande metáfora da liberdade, se lembrarmos a postura de outros capitães Caverna.
Segundo a Revista Galileu, a iniciativa e brincadeira levou seis meses de planejamento para a confecção e colocação do escudo gigante.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Educadores: do aluno problemático ao professor inspirador (a história de vida de Daniel Pennac)



O vídeo acima intitulado Educadores, foi dupla indicação pelo Facebook dos amigos Kepler Bastos (professor e músico) e Fernando Luis (músico, poeta e artesão com sucata) de Rio Grande, Rio Grande do Sul Brasil e trata-se de depoimento do romancista e ex-professor Daniel Pennac, contando um pouco de sua história de vida: de aluno problemático a professor inspirador.
Um ótimo vídeo para inspirar pais e filhos, professores e alunos sobre a arte da resiliência, da reinvenção, da superação.
O depoimento de Daniel é muito importante para aqueles alunos que se sentem inseguros e para os professores iniciantes saberem lidar com seus medos, suas ansiedades, expectativas e tudo mais.
Saber encontrar seu caminho no meio da viagem, eis a grande lição que Daniel Pennac nos traz. Ele conseguiu através de um professor e da literatura, uma fonte de inspiração. Uma filosofia de vida para se compartilhar, envolvendo memória, história, filosofia etc. Algo motivador.

domingo, 21 de abril de 2019

Tens a palavra: nosso patrimônio artístico, cultural, social e universal é a Palavra




O vídeo acima Vive Literland. Tienes la palabra, trata-se de vídeo de apresentação do canal Literland, de Madrid, Espanha, que "tem o propósito de produzir conteúdos audiovisuais literários, realizar resenhas e ampliar os pontos de encontro com uma comunidade que já supera as 700 mil pessoas" nas redes sociais, como Twitter e Facebook".
Para o portal Literland: "Nuestro patrimonio es la palabra".
Alguém já disse que "nossa pátria é a nossa língua", e digo que a pátria da humanidade é a Literatura e a Arte em geral, pois mantém nossa dignidade humana e nossa sanidade mental.
Como editor deste blog, além de professor de Literatura, Filosofia, Produção Textual Tecnologia e Pedagogia, sinto no dever de compartilhar esse audiovisual que é um primor de valorização do livro, mostrando em poucos segundos a importância do livro e da leitura, desde a seleção das letras, da confecção da capa, de toda a arte que envolve a fabricação do livro, que é uma pequena passagem para um universo paralelo, máquina do tempo e teletransporte para outros mundos possíveis. br /> Valorizar o meio - o Livro - e o conteúdo nele impresso, através das palavras, que podem ser mágicas para o leitor é ato relevante e compromisso deste blog educacional.
Viva o Livro. Viva a Leitura. Viva as palavras organizadas em prosa e verso, que dão sentido e significado à vida dos leitores, mundo afora, por eras e eras...
Abaixo, links para o canal de vídeo e redes sociais do Literland:

Canal de Vídeo - Literland

Literland no Twitter

Literland no Facebook

sábado, 20 de abril de 2019

Diálogo atemporal, universal e tremendamente atual entre cinema, educação, religiosidade e sociedade




A cena acima entre Jesus e Judas, no filme A Última Tentação de Cristo, que encontrei na rede social, é emblemática, pois trata-se de um diálogo atemporal, universal e ainda tremendamente atual: "Se você não muda o que está dentro das pessoas, o ódio, o veneno, a ganância, você só mudará os romanos que estarão nos dominando. Mesmo se você sair vitorioso, ainda estará cheio de veneno. Você tem que quebrar a corrente da maldade".
Diante dessa onda de intolerância, discurso de ódio, xenofobia, racismo, discriminação, misoginia e tudo mais, chega ser curioso que o que mais propagam isso, trazem nos perfis e avatares a expressão "cristão", "cidadão de bem", "patriota" e outras que são tão contraditórias a suas ações extremistas.
A arte em geral, e a literatura e o cinema, em especial, em seu diálogo intertextual, sempre provocam em espectadores e leitores profundas reflexões, como essa cena do referido filme de Martin Scorsese, de 1988.
Trabalhar com cenas de filmes aliadas a trechos de livros, com clipes e poesias, "tudo vale a pena se alma não é pequena", já disse Fernando, uma Pessoa singular falando sempre no plural. No dia que aprendi que "!Navegar é preciso, viver não", trata-se de precisão por equipamentos e não de necessidade, esses versos, o poema e a própria poesia no sentido amplo passou a ter outro significado pra mim. Dar significação ao processo educacional, mostrar a importância da socialização, do aprender uns com os outros, do motivo de aprender Literatura, Matemática e qualquer outra disciplina, abre a mente do aluno para o próprio sentido do viver.
Entre o Cristo histórico e o religioso, entre o literário e o filosófico, quantos ensinamentos podemos ter com as passagens bíblicas, suas parábolas e metáforas, independente de ser religioso ou não.
A arte a cultura e a sociedade precisam sempre dialogar.
br />

MozART Group: arte, criatividade, inovação e multifuncionalidade (a arte em toda parte)




O vídeo acima, MozART Group, foi indicação via Faebook da colega e amiga Carla Kalindrah, arte educadora de Niteroi, Rio de Janeiro, Brasil e trata-se de performance incrível de grupo de músicos criativos, inovadores e multifuncionais que aliam ao seu fazer musical, outras atividades: quando um dedilha as cordas de um violino, joga ping pong sozinho, mantendo o ritmo com a bolinha e a raquete, além de cantar e fazer o 4 com as pernas, numa irreverência; o outro músico, que segue os acordes da canção, usando um balão de borracha, controlando a emissão de ar e som, e valendo-se do humor.
MozArt um jogo de palavras com o grande mestre Wolfgang Amadeus Mozart e com a própria Arte que está em toda pArte, como indicam esses fantásticos músicos, que retiram sons dos objetos inesperados.
Assim age o arte educador, o educador do século XXI, valendo-se não apenas do conteúdo formal, mas da informalidade, de sua bagagem artística e cultural, incluindo, a arte e cultura em seu fazer pedagógico: cinema, música, dança, teatro, esportes, literatura etc.
Sempre digo que nenhuma escola - principalmente as públicas - funcionaria a contendo sem esses professores multifuncionais, quase transformers, que são além de profissionais do saber, em parte psicólogos, pais substitutos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, confidentes e muito, muito mais. Profissionais que além de prepararem aulas, provas trabalhos, fazerem avaliações, saídas de estudos etc, ainda trazem de sua experiência de vida muitas manifestações artísticas e culturais para qualificar suas aulas. O bom professor está sempre pensando em trazer novidades para suas aulas, para motivar, inspirar, cativar e encantar seu alunado.
A Metodologia dos músicos, os recursos que utilizam além dos instrumentos musicais, e sua didática a forma de passar o conteúdo para a plateia é uma boa metáfora do arte educadora numa sala de aula.
Inovar é transformar coisas e gentes dando a elas novas funções... E o vídeo é uma pequena aula prática de inovação.
Quando o editor desse blog educacional diz que "A arte está em toda parte", não é apenas exercício de retórica, mas a pura realidade, e muitos exemplos que são incorporados a este diário virtual comprovam essa alegação.

terça-feira, 16 de abril de 2019

Desafio matemático: educação física contribuindo para os estudos de matemática




O vídeo acima DESAFIO MATEMÁTICO, descobri na página do Facebook Educação Física Escolar e achei bem criativo, interessante e divertido, pois une de forma interdisciplinar duas áreas: Educação Física e Matemática, através de jogos de raciocínio. Vejam a seguir a proposta de prática escolar realizada pela professora Tarcilene Idalgo de São Paulo, Brasil.
Consiste em:
Primeiramente criar "duas equipes de igual número. Aumenta-se a dificuldade a cada rodada.
Somará 10 pontos à equipe que:
1. Completar a tabela de 9 números em ordem crescente, colocando um cone em cada número, na respectiva ordem;
2. Realizar a Conta de apenas um algarismo mentalmente primeiro e colocar o cone no resultado da tabela;
3. Realizar a conta de dois algarismos (aqui à equipe escolhe um aluno para ser o escrivão, que ficará por conta de realizar as contas no papel em caso de dúvida).
4. Realizar a conta de três algarismos (com ajuda do escrivão).
5. Resolução de situações problema.
Os alunos adoraram participar dessa atividade e os alunos com maiores dificuldades sentiram-se seguros com a ajuda de um amigo para auxiliar à equipe.
[Por fim,]A professora aproveitou colocando prova de corrida, juntamente com obstáculos. À equipe que falasse o resultado primeiro ganhava um ponto e a que terminasse a corrida primeiro, com o resultado correto na tabela ganhava dois pontos!"

Interdisciplinaridade na prática escolar. Uma boa indicação que o Educa Tube Brasil recomenda.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Oceano perpétuo: animação revela que movimento dos oceanos lembra quadros de Van Gogh




O vídeo acima, Oceano perpétuo, descobri no Facebook, na página Nota Terapia, que destaca animação divulgada pela a agência espacial norte-americana (NASA), em que o movimento dos oceanos lembra, e muito, aos quadros do pintor holandês Vincent Van Gogh. Por sinal, tudo que Vincent produziu de arte é genial e muitas postagens nesse blog destacam e comprovam isso.
O vídeo foi apresentado na página The Earth History (A História da Terra) e, confirme o Nota Terapia, "(...) foi produzido pela JPL e pelo MIT como parte do modelo de circulação global criado por estas instituições, com satélites e medições dos padrões das superfícies oceânicas. A ideia é possibilitar a visualização as correntes em larga e pequena escalas que movimentam nossos oceanos. A comparação com Van Gogh, que poderia parecer forçada, nos dá uma pista interessante, não só para entender o movimento dos mares, mas da potência da arte: ao contrário do que se pensa o oceano não se movimento em grandes blocos, ou frentes, mas em milhões de pequenos movimentos circulares que se organizam e reorganizam entre si".
A matéria fala em "desarmonia harmônica" que é a sensação que a obra de Van Gogh nos traz e que os oceanos trazem em seus movimentos também. A arte imita a vida que imita a arte. A arte está em toda parte e a Natureza é a artista primordial e autêntica. Nós, humanos, somos apenas seus copiadores.
Uma série de figuras geométricas e harmônicas estão nas obras de Vincent e nos oceanos do mundo. Algo genial. Tal qual a proporção áurea descoberta por Pitágoras e a matemática em toda parte.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Experiência imersiva deslumbrante: caminhe pelo interior dos quadros de Vincent Van Gogh




O vídeo acima, que descobri no Facebook, que denominei de experiência imersiva deslumbrante, demonstra toda a genialidade e beleza da obra de Vincent Van Gogh, talvez o maior pintor de todos os tempos.
Através de imensas projeções em paredes de um amplo espaço, o observador se sente literalmente dentro das telas do genial pintor holandês, numa imersão em 360 graus impactante que nenhum jogo eletrônico poderá simular. Algo que, na devida proporção, poderia ser pensado por arte educadores em seu fazer pedagógico, utilizando o datashow para projetar imagens de fundo nas paredes das salas de aula para que os alunos possam criar seus cenários digitais para a elaboração de curtas-metragens, adaptando contos e outros materiais, literários ou não.
O vídeo acima traz uma bela inovação com o conceito de projeção de imagens, tornando-as em três dimensões.

domingo, 31 de março de 2019

Física Universitária: Docentes do Instituto de Física da USP criam canal no YouTube para ensinar conceitos




O vídeo de apresentação acima é do Física Universitária, canal do YouTube, criado pelos professores e pesquisadores do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), coordenados pelo prof. Gil da Costa Marques, com diversas aulas de física que visam auxiliar na buscar do entendimento dos problemas mais complexos da física de uma forma mais simples, de acordo com a apresentação do mesmo.
De acordo com o coordenador do projeto, "o principal objetivo foi alcançado que é o de aproximar cada vez mais a universidade pública, gratuita e de alta qualidade, da sociedade que a financia por meio dos impostos".
Abaixo, link para o referido canal:

FÍSICA UNIVERSITÁRIA

Para mais informações utilize o e-mail marques@if.usp.br ou o telefone (11) 3091-6708.