quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Corrida em linha musical: criativa animação com a 5ª Sinfonia de Beethoven




O vídeo acima, encontrei no Twitter e trata-se de fantástica animação, chamada Line Riders (corredores em linha, tradução livre), que mostra uma corrida de duas notas musicais, como se fossem uma corrida numa montanha russa, cheia de subidas e descidas, loopings, conforme a evolução da canção.
Só que essa música é nada mais, nada menos que a clássica 5ª Sinfonia de Beethoven, que encanta gerações desde sua primeira execução, desenhada como se fosse uma pista de corrida, com dois pilotos que são notas musicais.
Uma bela animação que, conforme o autor Doodle Chaos, levou 3 meses para sincronizá-la e que mescla, arte e cultura, música e desenho, mostrando altos e baixos de uma pauta musical.
Sintonia e sincronia entre professores e alunos, pais e filhos é algo que requer tempo para atingir um resultado, tipo uma sinfonia. Não por mero acaso que o maestro ou mestre é um dos nomes dados ao professor que precisa reger diversos talentos de uma sinfonia escolar, dentro de uma sala de aula, cada um tocando um tipo de instrumento, mas que precisa saber qual parte é a sua na partitura maior que são a própria turma e a escola.
Belíssimo material, não apenas para tratar de música no ambiente escolar, mas de história, memória, arte e cultura e criatividade. E para refletir sobre o papel artístico, cultural e social da educação.
Visitem o canal de vídeos do Doodle Chaos, link abaixo, que tem diversas animações sincronizadas:

DOODLE CHAOS

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Devo tudo ao cinema e à literatura (a arte está em toda parte), no EducAção 3D+




O vídeo acima Devo tudo ao cinema e à literatura (a arte está em toda parte) é um breve depoimento no canal EducAção 3D+ inspirado no livro "Devo tudo ao cinema: Como venci o Bullying como a arte", do escritor, ator e crítico cinematográfico Octavio Caruso, do Rio de Janeiro - RJ - Brasil. Um livro que encanta pela forma como seu autor trabalha com elementos autobiográficos e ficcionais em sua narrativa. A linguagem cinematográfica e literária incorporadas ao cotidiano de leitores e espectadores.
Uma breve reflexão sobre a arte e cultura como aliadas do processo de ensino-aprendizagem. br /> Recomendo Inscrição no Canal EducAção 3D+.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

A lei do eterno retorno e a grande lição que a vida nos dá




O vídeo acima Aluno de medicina que colava, foi indicação de uma aluna do Curso de Pedagogia, que me repassou sobre a importância dos pequenos gestos de afeto e da dedicação no estudo que acabará um dia ser recompensada. Trata também da famoso lei do eterno retorno, daquilo que fazemos e pagamos ou recebemos no futuro.
O curta-metragem é bem didático ao mostrar o cotidiano de alunos e professores e do quanto a formação ética influencia no bom profissional, e como o tentar burlar o sistema educacional, por meio da famosa "cola" pode facilitar a vida no instante, mas a longo prazo compromete a profissão de "colador".
Um vídeo pra refletir sobre o papel cidadão de alunos e professores, e de como os atos do passado incidirão sobre os fatos do fato, nesse eterno retorno em que o próprio Tempo cobrará sua fatura, com juros e correção. E vemos por ai, erros médicos, prédios mal projetados, defesas comprometidas por advogados que não se capacitaram como deviam, e outros situações do cotidiano em quase todos as profissões, cometidas por aqueles que apelam para o atalho que os levará [e a própria sociedade] a um abismo.
A Vida é a grande professora. E como consta na apresentação do referido vídeo no YouTube: "Quem cola sai da escola e depois enfrenta o mundo..." Um

domingo, 28 de outubro de 2018

Estamos todos conectados ao "Poder além da vida" (cinema, educação e sociedade)




O vídeo acima, da página Vida em Equilíbrio, foi indicação da amiga Ana Maria F P, via Facebook e trata-se de fragmento do filme "Poder além da vida". Há toda uma filosofia de vida por trás da história que é contada sobre um jovem ginasta que descobre através de um professor "a importância de se viver no presente, no agora", despertando para seu talento natural.
Uma cena fantástica em que um idoso faz um jovem perceber a vida acontecendo a sua volta, em seu entorno; e um filme que são uma metáfora sobre o papel da relação pai e filho, professor e aluno, em que cada um aprende e ensina o outro, da importância de valorizar o sensível, de despertar a potencialidade que cada um contém e às vezes nem sabe disso.
Como diz a personagem Sócrates ao jovem Millman, no início da cena: "Jogue fora o lixo que impede você de ver o que é realmente importante."
Um grande exercício de sensibilidade, de empatia, alteridade, de perseverança e de conexão com o mundo exterior.
"Poder além da vida" é um filme de 2006, em que "Dan Millman é um atleta que tem dinheiro, mulheres perseguindo-o e aptidões para participar das Olimpíadas. Mas um encontro com Sócrates, um homem que questiona tudo, faz sua visão de mundo mudar completamente".
Não por acaso o nome Sócrates (sem spoilers) remete ao grande filósofo grego que justamente respondia uma pergunta de seus discípulos com outra e mais outra...
Esse poder "além da vida", remete à vida que poderíamos ter se conseguíssemos perceber acontecendo ao redor, estejamos vidrados diante de telas de smartphones tablets, PC ou não...
O toque que Sócrates dá em Millman para despertar para o que acontece naquele parque, pode-se comparar ao toque que o bom professor dá em seus alunos para despertarem para a vida escolar e a social.
Um filme que indico para a série #CinEducação deste blog, pela riqueza de reflexão que proporciona ao espectador e ao educador, seja ele pai ou professor.
Abaixo, segue as duas versões do referido filme, dublado e legendado, que encontrei disponível no YouTube:





sábado, 27 de outubro de 2018

Tábata Amaral: jovem ativista política brasileira e depoimento histórico no One Young World




O vídeo acima, foi indicação via Facebook da colega e amiga Jenny Horta, educadora de Armação dos Búzios, Rio de Janeiro, Brasil e trata-se de fala histórica de Tábata Amaral uma jovem ativista política brasileira que comove por sua extrema lucidez e maturidade com seu depoimento ao One Young World, que é "uma organização sem fins lucrativos sediada no Reino Unido que reúne jovens líderes de todo o mundo para desenvolver soluções para os problemas mais prementes do mundo".
Uma jovem estudante que através de sua rede de amigos conseguiu mobilizar a sociedade, recebendo quase 300 mil de votos para deputada federal pelo Brasil, pelo estado de São Paulo, sendo a segunda mulher mais votada na recente eleição parlamentar.
Apesar da recente eleição ter sido marcada e maculada por uma onda de ódio e intolerância sem precedentes na história do Brasil, pelo avanço de grupos fascistas e neonazistas, pelo abuso do poder econômico, e pelo disparo em massa de Fake News (notícias falsas) no aplicativo WhatsApp, eis que uma jovem estudante conseguiu furar essa bolha e se eleger com uma votação expressiva, a partir de uma movimentação política e social voluntária.
Exemplo de como o futuro pertence a essa geração conectada, não apenas aos meios eletrônicos; e que o passado manipulado por redes televisivas e doutrinações ideológicas, religiosas e outras mais tenta resistir a essa realidade tentando levar a sociedade para um caminho de retrocesso.
Esta eleição mostrou o lado positivo e também o sombrio das mídias e redes sociais, do YouTube, do WhatsApp, mas acima de tudo, o lado escuro da Força de certas pessoas que passaram a agir em bandos, como uma stormtrooper, seguindo Seu Malvado Favorito.
A Educação é o caminho para evitar radicalismos e alienações. A educação, os educadores e os estudantes podem romper com essa bolha... Somente a educação é capaz de promover a emancipação do cidadão, despertando seu senso crítico, sua leitura de mundo e de livros.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Quando Le Parkour e Pega-Pega se tornam videogame natural num autêntico jogo 3D




O vídeo acima, descobri no Twitter, e trata-se de um inusitado Campeonato Mundial de Pega-Pega que mescla o ambiente de um jogo virtual com o Le Parkour.
O Pega-Pega todos sabem que é antiga brincadeira infantil já o Le Parkour, segundo a Wikipedia: foi "Desenvolvido como um método de treinamento que permite ao indivíduo, ultrapassar de forma rápida, eficiente e segura quaisquer obstáculos utilizando somente as habilidades e capacidades do corpo humano, o Parkour foi desenvolvido inicialmente na França em meados do final dos anos de 1980".
Uma atividade interessante ainda mais que muitos gamers ficam apenas atrás de telas e não desenvolvem mais nenhum tipo de prática desportiva, que muitos jovens têm uma vida sedentária, que leva à obesidade e, em certos casos, até a agorafobia (o isolamento do convívio social, vivendo literalmente num mundo paralelo).
Mesclar jogos eletrônicos e práticas desportivas é o ideal. Existem outros esportes interessantes como o de Orientação, usando tecnologias como bússola, mapa, além do senso de localização. :-)
Abaixo, mais um vídeo do WCT - World Chase Tag:



quarta-feira, 24 de outubro de 2018

E se Eduardo e Mônica se encontrassem no contexto político atual (humor, criatividade e intertextualidade)




O vídeo acima Eduardo e Mônica nos dias atuais, foi indicação via Facebook pela colega e amiga Tatiana Lackmann e trata-se de uma divertida criativa e crítica paródia de um clássico do pop rock dos anos 80, da banda Legião Urbana, transposto para o contexto político, histórico e social atuais.
A narrativa visual e musical conta a história de um casal formado por um bolsominion e uma petista em plena campanha pela presidência do Brasil e capta com ironia, sarcasmo e humor esses de "O amor nos tempos do cólera", não propriamente o idealizado por Gabriel García Marquez, mas por um clima de ódio, intolerância, medo e também de amor.
Como a própria Tatiana Lackman diz: "a linguagem, as releituras e os intertextos... Em tempos de ódio, que o amor nos salve!"
Abaixo, o videoclipe para a canção original, da Legião Urbana:



A seguir, a mesma canção, lançada em 1986, numa versão também criativa e original, adaptada a um contexto tecnológico:



Três vídeos e momentos para refletirmos sobre educação, tecnologia, arte, cultura, política, história, memória e sociedade. O original de 1986, num contexto de redemocratização do país, o vídeo adaptado para o contexto tecnológico e que traz todo esse contexto político e social do momento atual. Releituras de nosso país que precisa tornar-se Nação.
O vídeo é uma licença poética ao amor num tempo tão dominado pelo ódio e assim, penso, que deve ser visto e "lido", como uma paródia já que apesar dos ânimos acirrados, das campanha massiva de Fake News (notícias falsas) e tudo mais que tem se acompanhado... É uma peça de arte que faz uma crítica humorada a um período tão delicado, polêmico e conflitante. Só o tempo dirá o que esse tempo irá nos legar...

terça-feira, 23 de outubro de 2018

A arte está em toda parte, dos desenhos animados à realidade cotidiana




O vídeo acima, foi-me indicado via Facebook e trata-se de desenho animado da Turma do Pernalonga, que é uma verdadeira homenagem às artes plásticas, quando as personagens do imaginário infantil atravessam, literalmente, a linha entre o cinema e a pintura, se incorporando aos cenários de museus e suas obras de arte.
Um ótimo material para um professor de artes mostrar aos seus alunos algumas das mais famosas telas e comentar sobre seus autores, unindo o útil ao agradável, numa atividade criativa e divertida.
Valer-se da arte e da cultura para trabalhar conteúdos pedagógicos é algo que o editor desse blog educacional faz, desde sempre..

domingo, 21 de outubro de 2018

A Escola do Futuro e o Professor Digital, no canal EducAção 3D+




O vídeo acima A Escola do Futuro e o Professor digital, é o 13º audiovisual do canal EducAção 3D+, José Roig, professor escritor e poeta, editor do blog Educa Tube Brasil comenta sobre "A Escola do Futuro e o Professor Digital", tratando de conceitos como Inovação, Criatividade, Originalidade, Tecnologia e Metodologia, além de Tempo e Espaço escolares, apresentando alguns projetos inovadores, de escolas mundo afora, conforme links indicados na descrição do referido vídeo.
Inscrevam-se no canal, ativem as notificações e compartilhe o conteúdo em sua rede social educacional.

EDUCAÇÃO 3D+: canal de arte, cultura e tecnologia no ambiente escolar

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Só Calculando: canal de vídeo do prof. Diuliano sobre Física, Matemática e Cálculo




O vídeo acima é uma apresentação do SÓ CALCULANDO, canal de vídeos no YouTube do professor Diuliano Vieira da Silva, educador de Varginha, Minas Gerais Brasil, um espaço virtual que trata de Física, Matemática e Cálculo e que descobri via Facebook.
Segundo apresentação do próprio canal, feito por seu editor: "O intuito é sempre buscar formas mais simplificadas para o melhor entendimento, além de soluções de exercícios e dicas".
Seguem algumas dicas de aprendizagem do prof. Diuliano: "-Calcular não é inteligência, mas sim treino; -Todos podem aprender; -Somente ver resolução, ver videoaulas e ler não é estudar; -Estudar é buscar entender e PRATICAR, vendo acontecer os cálculos em "suas mãos"; -Seu maior professor sempre poderá ser você mesmo; -Dias ou meses sem prática já leva ao esquecimento e falta de treino; -Disciplina e perseverança são a base de todo o aprendizado".



Recomendo também visita ao site do referido professor, conforme link abaixo:

SÓ CALCULANDO: Resolvendo problemas, gerando resultados! (SITE)

SÓ CALCULANDO - CANAL DO YOUTUBE

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Aprendizagem Invisível e a Pedagogia do Exemplo (uma breve reflexão), no EducAção 3D+




O vídeo acima, Aprendizagem Invisível e a Pedagogia do Exemplo (uma breve reflexão) faz parte de uma série de vídeos sobre arte cultura e tecnologia no ambiente escolar, publicados pelo professor, escritor e poeta José Roig em sua canal do YouTube, intitulado EducAção 3D+. Roig é também editor do blog educacional Educa Tube Brasil.
No vídeo em questão, o tema é a Aprendizagem Invisível que ocorre fora da escola e que nem sempre é levada em consideração e sobre a Pedagogia do Exemplo que une pais e filhos, professores e alunos.
INSCREVAM-SE no canal, link abaixo, curtam e compartilhem o material e ativem a notificação de atualização. Grato a todos!

EDUCAÇÃO 3D+: ARTE, CULTURA E TECNOLOGIA NO AMBIENTE ESCOLAR

domingo, 14 de outubro de 2018

Contos Infantis Ilustrados: lições Edificantes e Motivadoras escritas segundo o nível de compreensão das crianças




A imagem acima, CONTOS INFANTIS ILUSTRADOS, descobri no Twitter do portal Conecta Educacional, e trata-se de "Historinhas com lições Edificantes e Motivadoras que foram escritas segundo o nível de compreensão das crianças", adequadas para todas as faixas etárias.
Os referidos contos estão disponíveis no link abaixo, do Site de Dicas:

CONTOS INFANTIS ILUSTRADOS

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

#CinEducação: filmes e cenas em que professores e alunos são protagonistas, e reflexão sobre metodologias e pedagogias reais e imaginárias, no EducAção 3D+




O vídeo acima #CinEducação: filmes e cenas em que professores e alunos são protagonistas, um vídeo que José Roig, editor do blog Educa Tube Brasil fez para seu canal de vídeo no YouTube chamado EducAção 3D+, que trata de Arte Cultura e Tecnologia no ambiente escolar, divulgando projetos e atividades educacionais.
No vídeo em questão, há a indicação do marcador, aqui no Educa Tube Brasil, intitulado #CinEducação, que destaca diversos filmes, fictícios ou inspirados na realidade, em que professores e alunos são os protagonistas dos longas-metragens.
Nestes filmes, alguns deles na íntegra neste blog, há também postagens com proposta de uso pedagógico e reflexão sobre as metodológicas que cada professor, real ou imaginário, usa com seus alunos.
O cinema como um grande aliado da educação.
Visitem o canal, INSCREVAM-SE lá, ativem as notificações e compartilhem os vídeos em suas redes sociais digitais educacionais.

Singularidade e Simplicidade: aluno do 5º ano de escola pública cria exoesqueleto com material reciclado




O vídeo acima, Singularidade, descobri no Facebook e trata-se de uma ideia criativa, original e incrível do aluno Roger que é um menino do quinto ano de escola pública do município de Glorinha, no Rio Grande do Sul, Brasil, que construiu para a Mostra Pedagógica da escola um exoesqueleto totalmente feito com material reciclável (papelão, seringas, isopor etc).
Um exemplo fantástico de como a tecnologia pode se integrar ao cotidiano escolar, sem precisar de grandes recursos financeiros e humanos, basta ter criatividade, orientação, dedicação e oportunidade para experimentações. Como este blog sempre destaca: são projetos em que a simplicidade vigora que permitem a continuidade de ações individuais e coletivas.
Reciclar materiais e ideias, incentivar a pesquisa e a criatividade no ambiente escolar é também trabalhar em prol de um meio ambiente mais sadio, justo e humano.
Vejam abaixo, vídeo reportagem sobre os avanços tecnológicos incorporados à medicina (como robótica, engenharia da computação e inteligência artificial), sobre "Exoesqueleto criado por engenheiros [que] faz pessoa com deficiência voltar a andar"



Lembro-me que em 1991, quando adquiri meu primeiro videocassete (hoje uma peça de museu) e loquei meus primeiros vídeos em VHS (outra peça de museu), um deles era Isto é Pelé, sobre a vida do atleta do século e outro, o filme canadense Exo Ma: O Homem de Aço [1977, disponível completo no YouTube], uma ficção científica que contava a história de um cientista que fica tetraplégico e que usa um exoesqueleto para combater o crime, uma produção mais modesta, semelhante a megaprodução Robocop. O filme, segundo apresentação no YouTube, o filme seria "baseado na história do Invencível Homem de Ferro, sendo divulgado na época que o filme seria um piloto para série do Homem de Ferro". Naquele 1991, quando assisti o filme, o exoesqueleto ainda estava mais para ficção científica do que para realidade:



Abaixo, os 10 Exoesqueletos mais avançados do mundo, que encontrei no YouTube:



segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Reflexão sobre Arte e Cultura, Tempo e Espaço na Educação: Porque São As Crianças Menos Criativas Na Escola Que No Jardim Infância?




O vídeo acima Porque São As Crianças Menos Criativas Na Escola Que No Jardim Infância?, encontrei ao ler o Paper.li do colega e amigo José Carlos Antonio, educador de Santa Bárbara do Sul, São Paulo, Brasil.
O vídeo em questão, compartilhado com fins educativo, promove uma grande reflexão sobre a questão da educação no tempo e espaço escolares, a partir da análise da criatividade que é bem mais evidenciada na Educação Infantil (antigo Jardim de Infância) e que posteriormente, quando as crianças deixam de trabalhar coletivamente e passam a ser cobradas de forma individual, a própria criatividade se dispersa e, em alguns casos, quase desaparece.
Realmente, com o passar do tempo e as mudanças de espaços escolares, e da cobrança dos pais pelo conteudismo visando vestibular, concursos, trabalho etc, promove um distanciamento do alunado de questão universais como a arte e a cultura.
Já dizia Alfred Mercier: "Tudo o que aprendemos com prazer nós nunca esquecemos". Já Sir Kenneth Robinson destaca que: "Muitas pessoas altamente talentosas, brilhantes e criativas pensam que não o são, porque a coisa em que eram boas na escola não era valorizada, ou era na realidade estigmatizada" e que "Todas as crianças têm talentos tremendos e nós esbanjamo-nos impiedosamente".
Por fim, cabe lembrar a máxima de Alvin Toffler: "Os iletrados do século XXI serão não aqueles que não conseguem ler e escrever, mas aqueles que não conseguem aprender, desaprender e reaprender" e a de Alistar Smith: "Em tempos de mudança, os aprendizes serão aqueles que herdarão o mundo, enquanto que os conhecedores estarão lindamente preparados para um mundo que já não existe".

sábado, 6 de outubro de 2018

Google Earth na Educação Inter e Multidiciplinar, no canal EducAção 3D+




O vídeo acima Google Earth na Educação Inter e Multidiciplinar, trata-se de mais um vídeo sobre projetos do educador José Roig, em seu canal do YouTube EducAção 3D+ usando a arte, a cultura e a tecnologia no ambiente escolar. br /> Visitem o canal, através do link abaixo, inscrevam-se lá, ativem as notificações e compartilhem o conteúdo em sua rede social.

EducAção 3D+

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Perceptual Art: as esculturas anamórficas de Michael Murphy entre a ilusão de ótica e a percepção do mundo em escala




O vídeo acima Les sculptures anamorphiques de l'artiste Michael Murphy, foi indicação que recebi pelo Facebook do colega e amigo Fernando Luis músico e poeta de Rio Grande (RS) Brasil.
Trata-se das esculturas anamórficas do artista Michael Murphy, que trabalha com ilusão de ótica e ideias e conceitos. Anamórfico vem da palavra de origem grega (an + morphé) que significa sem forma ou deformado e está vinculado ao Cinema e a técnica do Cinemascope.
Murphy é pioneiro no movimento artístico, chamado Perceptual Art, que traz a questão da arte anamórfica, distorcida para a escultura, que ao ser enquadrada na devida perspectiva, forma algo realista. São engenhosas esculturas que trabalham com o simbolismo, entre os diversos planos de objetos, como a imagem abaixo, do mapa dos EUA, formado por diversas armas: uma escultura que provoca ampla reflexão, e que me lembra o fractal do pintor Jackson Polock, em que o todo está contido na parte, pois o fractal é "estrutura geométrica complexa cujas propriedades, em geral, repetem-se em qualquer escala".



Exercitar o olhar, para ver além do lugar-comum, da mesmice, é algo que a arte, melhor que ninguém, faz. Trabalhar com pintura, escultura, literatura e qualquer outra expressão artística e cultural no ambiente escolar é dialogar com a realidade local e a universal.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

RPG Literário (Jogos Poéticos Virtuais): escrita colaborativa e interativa via blog, no canal EducAção 3D+




O vídeo acima RPG Literário (Jogos Poéticos Virtuais), trata-se de depoimento do professor, escritor e poeta José Roig, editor do blog Educa Tube Brasil, sobre projeto de escrita colaborativa e interativa, online e em tempo real, via blog.
O blog JOGOS POÉTICOS VIRTUAIS era formado por José Roig, Andréia Pires, Suellen Rubira, Ana Cristina Matias, Leandro Kerr, como escritores digitais e Jowber Cunha, como ilustrador. Criado em junho de 2008, tendo como suporte o blog fechado Literatura em teia para discutir entre os integrantes as estratégias narrativas do RPG Literário.
Para saber mais, visitem o link abaixo:

RPG Literário (Role Poetic Games)