quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Nunca desista


Eagle-Eye Cherry - Don't Give Up
Enviado por Eagle-Eye-Cherry. - Clipes, entrevista dos artistas, shows e muito mais.
Fonte: http://www.dailymotion.com/video/x2v4sj_eagleeye-cherry-dont-give-up_music

Caso não abra o vídeo, veja-o no link abaixo:

Don't give up, da Eagle-Eye Cherry

O belíssimo videoclipe acima, da banda Eagle-Eye Cherry, chama-se Don't give up (Nunca desista), e é uma pequena homenagem de final de ano a todos os alunos e professores, a todos pais e filhos, a todos os amigos e familiares que não desistem de seus sonhos, de seus (aero)planos, que um dia poderão decolar... É ponto pacífico, não apenas da física, mas da vida em geral, que para algo mais pesado que o ar, poder voar, além de motor e combustão é preciso uma pista longa para, enfim, se poder decolar... Sucesso a todos!
Ao clicar no vídeo, há um redirecionamento para outra página, onde é possível assistir também o mesmo na íntegra.
Como nas imagens que se sucedem, durante a canção, passemos adiante nossos saberes e mantenhamo-nos sempre dispostos a aprender mais e mais... É uma bela metáfora para a a vida, que sempre nos deixa diante de ilustres desconhecidos que, de repente, nos passam uma mensagem e que nos fazem seguir adiante; e que, apesar dos obstáculos, sempre teremos alguém para contar ou repassar.
Educar é estabelecer pontes, é superar desafios e obstáculos, é motivar, mas antes de tudo saber se automotivar... Educar é um ato universal, não é federal, estadual ou municipal, apenas, nem privado ou público, é um sentimento que deve ser mútuo. Aprendermos uns com os outros...
Agradeço a todos os amigos e colegas, que nesses 18 anos de Educação, com seus exemplos, conselhos e apoio fizeram-me "desistir de desistir", quando cheguei até a pensar nisso, diante de desafios que pareciam insuperáveis...
Se hoje sou o que sou, devo a todos esses que me ajudaram a superar os desafios e obstáculos, metafóricos ou não... Somos o fruto, não apenas da nossa vivência individual, mas acima de tudo da vivência coletiva que estabelecemos com o nosso entorno social.
Nunca desistam de acreditar em vocês mesmos e em seus projetos de trabalho que devem ser extensão de um projeto maior: o de vida. Mas não esqueçam: como no vídeoclipe, algumas coisas, só conseguimos fazer, se passarmos adiante a mensagem, se contarmos com amigos, colegas e até mesmo ilustres desconhecidos de hoje, que em um futuro não tão distante poderão ser grandes amigos e colegas, como alguns que tenho tido o privilégio de conhecer no mundo virtual e no real...
Um Feliz 2011 a todos os seguidores, colaboradores e visitantes do Educa Tube.

Tradução da canção, no link abaixo:

Don't give up (Nunca desista), de Eagle-Eye Cherry

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A máquina do tempo e a máquina de escrever...



Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=W0WRfuDQHs4&feature=related

A imagem e vídeo acima (fragmento de filme do comediante Jerry Lewis, famoso nos anos 1970, em que toca uma música "datilografada"), são a mostra de como a tecnologia avança e torna em curto espaço de tempo maquinários em meras peças de museu, como a fotografia acima.
Até o início dos anos 1990, usei máquina datilográfica. Em meu primeiro emprego, um dos colegas chegou a me dizer que se não soubesse datilografar, não conseguiria permanecer no emprego. Aprendi, memorizando o teclado. Naqueles tempos a datilografia era tão importante como hoje ter um curso de informática.
Nesse período, muita coisa mudou... As TICs e mídias se incorporaram ao cotidiano dos jovens, dos alunos, mas ainda não estão integradas ao dia a dia dos professores. Ainda há uma resistência e muitas são as causas para isso, e não é este o objetivo deste post.
A intenção maior é mostrar como o que antes era moderno, em pouco tempo tornou-se obsoleto. As máquinas são substituídas como maior rapidez, mas o ser humano, o educador, é uma peça insubstituível nessa engrenagem social.
Precisamos dar o devido valor a cada um. Às máquinas, como ferramentas de apoio, suporte, e as pessoas (professores e alunos) como verdadeiros protagonistas do processo de ensino-aprendizagem e de inclusão social...
Para a geração atual, sugiro a locação de alguns filmes do passado, para ter essa pequena viagem no tempo, como são os clássicos estrelados pelo comediante Jerry Lewis, pelo ator e diretor Charles Chaplin (de Tempos Modernos, que é filme essencial para discutir a sociedade contemporânea com pais e filhos, professores e alunos) e outros mais...

Observação: A fotografia acima, é uma máquina datilográfica que incorporei ao acervo do Núcleo de Tecnologia Educacional, para mostrar a alunos esses equipamentos que hoje são de fato peças de museu.
Certa feita, a filha de uma amiga, visitando a casa de uma coleguinha se espantou com a visão de uma máquina datilográfica, exclamando: "Nossa! Um computador com impressora!"
De fato, no passado, já éramos multifuncionais, mesclando computador e impressora num só equipamento, como é o acima exposto, ainda com a vantagem de não precisar de bateria, cartuchos (a fita rendia bastante, mas sujava muito os dedos a sua troca); e se faltasse energia, não impedia o trabalho.
Obviamente que naquele tempo também não existiam os editores de textos, para nos facilitar a vida, tampouco a internet, o telefone celular, MSN, o Google, os blogs e outras coisas que hoje estão incorporadas ao cotidiano e que aproximam as pessoas. Conhecer a história das coisas que nos cercam e das coisas que foram parar no museu, é também um exercício válido a qualquer disciplina e a qualquer tempo e local.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Mais perto do limite...


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=-W9Ud0rIlU4

O videoclipe acima, Closer To The Edge (Mais perto do limite), da banda 30 Seconds To Mars (Trinta segundos para Marte), toda vez que assisto é sempre a mesma emoção, como se fosse a primeira vez.
Uma banda de rock alternativo, liderada pelo cantor e ator Jared Leto, que possui diversos clipes, como temas relevantes (procurem no You Tube e vejam por si sós), engajada em diversas causas, como as ambientais, por exemplo.
No clipe em questão, uma grande lição de viver a vida, mais perto do limite. Afinal, qual é de fato esse limite? Quem impõe os limites, fronteiras? Muitas vezes, nós mesmos. Deixamos de viver por pensar no que os outros dirão..
Closer To The Edge é um vídeo que além das cenas das turnês da banda, mundo afora, mostra depoimento de jovens, sobre a vida, música, etc.
Num deles, o jovem fala que "A música faz o mundo girar" e que se ela não existisse, ele também não existiria. Uma pequena radiografia dessa geração...
A música é uma linguagem universal - como já comentei diversas vezes, inclusive neste blog -, pois qualquer um, mesmo não entendo a língua do cantor, pelos acordes e despertares, sente a mensagem nela contida. Qualquer um, independente da nacionalidade, se souber ler as notas musicais de uma partitura, entendem e pode também tocar uma bela canção. Ou poderá tocá-la apenas de ouvido (e também de coração, logicamente).
Destaco alguns versos da referida canção:

"Eu nunca vou esquecer
Eu nunca vou me arrepender,
Eu vou viver minha vida".


Saber dialogar com essa geração em que a música, a dança, os vídeos e os multimeios são parte de sua "segunda pele", é um dos grandes desafios de pais e professores.
Tenho a vantagem, não apenas de fazer expedições a esse mundo de arte e cultura, mas também gostar de muitas dessas canções e videoclipes e os utilizar em meu fazer pedagógico (unindo educação e tecnologia), sendo com alunos e/ou professores.
Precisamos, todos, pais e educadores, vivermos mais perto do limite de nossos filhos e alunos e a partir dessas fronteiras, estabelecer estratégias de convívio e respeito mútuo. Deixarmos de ser meros estrageiros em nossa própria casa, escola e comunidade...
Toda descoberta, seja de um Novo Mundo ou não, depende muito menos das calmarias, e muito mais de saber viver mais perto dos limites convencionais e/ou convencionados. Há que se refletir sobre as próprias atividades e a relevãncias e significação de ambas...
E as tecnologias em geral podem proporcionar que nativos e imigrantes, passageiros e tripulantes do Mundo Virtual também interajam e convivam bem no Mundo Real, bem mais perto dos limites que hoje vigoram...

Abaixo, link para a tradução da canção:

Closer To The Edge, 30 Seconds To Mars

http://letras.terra.com.br/30-seconds-to-mars/1592933/traducao.html

sábado, 25 de dezembro de 2010

Dia após dia...


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=7wp7sMscn5s&feature=youtu.be

O belo vídeoclipe The day before the day (Na véspera do dia), da cantora Dido, foi-me indicado, via Twitter, pela amiga Luciene Alves, de São Paulo - SP - Brasil.
Para assistí-lo, basta clicar no link abaixo:

THE DAY BEFORE THE DAY, DIDO

Um vídeo que mostra a lida diária de pescadores e que pretendo utilizar em alguns projetos cuja temática seja a ambiental, e recomendo a outros educadores ambientais.
Aproveito para fazer um link (vídeo abaixo) com outro belísismo videoclipe, chamado Quem me leva os meus fantasmas, do cantor e compositor português Pedro Abrunhosa, que também trata-se de um choque de realidade, por retratar a vida de moradores de rua, em Portugal.
Como atuo em três linhas de trabalho: educação, tecnologia e sociedade, a questão social pra mim é indossociável da educação e da tecnologia, pois sem essses três eixos não há como efetivar a inclusão do SER em sua comunidade.
Sempre digo que a dona Vida e o seu Tempo são os maiores educadores que alguém pode ter. Saber aprender com ambos é o grande desafio e recompensa que podemos TER.
Valorizar as pessoas pelo que elas SÃO e não apenas pelo que possam TER, eis outra grande lição que o Dr. Destino nos reserva...
Dia após dia somos testados e muitas vezes conseguimos nos superarmos, graças ao apoio de amigo, colegas e familiares.
Dia após dia, renascemos quando aprendemos a enfretar esses desafios...
Sobrevivemos...


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=sqK7Ys155j4

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Então é Natal...

Nasceu o menino Jesus

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=vqPPsLsx5Gg

O Nascimento de Jesus, um cordel sobre o Natal

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=tvx5uNV02lY

Os vídeos acima, com motivos natalinos, são duas belas indicações que recebi, via Twitter, respectivamente de Janine Rodrigues, editora do blog Poesias de Regina Dantes e Chris Angelotti, editora do portal ABC Kids.
Um Feliz Natal a todos os seguidores, colaboradores e visitantes do Educa Tube!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Acordes e despertares: música e educação


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=L7_jYl8A73g

O videoclip acima, Runaway, de Kanye West, com participação de Pusha T e um corpo de balé incrível, serve a diversas possibilidades. Uma delas, de usar a dança e a música no espaço escolar, já que sempre digo que os alunos usam essas linguagens para se comunicar entre eles.
Descobri o clipe por acaso, assistindo na TV e além de ter harmonia, belo arranjo, e uma sonoridade peculiar, a coreografia é fantástica. Poucas notas musicais que se repetem com pequenas variações...
O professor pode também trabalhar a tradução da letra da canção...
Runaway lembrou me os acordes e despertares de outro clipe (abaixo), Samskeyti, da banda Sigur Rós, que com apenas alguns compassos, desenvolve outra belíssima variação.
Pelo cenário com gaitas, foles, pianos e velas acessas, uma bela antecipação para o Natal (vide abaixo).


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=BGJoE-H0Raw

Quando indiquei a canção Samskeity, uma amiga no Twitter me falou que aquela variação chamava-se "oitava paralela", um movimento musical de duplicação de vozes e/ou sons, e inspirado nisso, escrevi até um poema, com o mesmo nome, em meu blog literário, intitulado ControlVerso, link abaixo:

Oitava Paralela

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Juntos...


Observação sobre o vídeo 1:

Juntos, Dick e Rick Hoyt tem corrido em maratonas, competiram no triatlo, e uma vez até 3.700 milhas percorreram por toda a América. É verdadeiramente impressionante quando você considera que Rick Hoyt é incapaz de andar ou falar. Mas, com Dick fornecendo a capacidade e dedicação e Rick a inspiração e motivação, a Equipe Hoyt exemplifica o poder que está em "Together".

Fonte:
http://www.youtube.com/watch?v=Ryj3gBptkuc


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=uzQkOz1wRcM&feature=player_embedded

Observação sobre o vídeo 2:

No esporte, assim como na vida, é importante nunca desistir de seus objetivos. Com certeza foi isso que pensou Holland Reynolds, uma corredora colegial de cross-country da Califórnia. Com 16 anos, a menina passou mal nos metros finais de um campeonato na semana passada e teve de se arrastar até a linha de chegada.

Ela terminou a prova em 37º lugar. Foram quase 6 quilômetros em 20 minutos e 15 segundos. Ela diz ter subestimado a baixa temperatura, com a qual não estava acostumada. No entanto, sua posição foi a necessária para sua escola vencer pela oitava vez o campeonato estadual da Califórnia.

A história da menina ficou conhecida depois de uma entrevista ao jornal New York Times. Ela deu muito valor ao seu treinador, Jim Tracy, 60 anos, que teve uma história de superação no atletismo. A menina Holland chegou ao colégio em 2008, sendo logo promovida como capitã da equipe de cross-country.

O jornal informa que, após ser atendida em uma ambulância no local, onde ganhou sua medalha da equipe, Holland foi para casa, mas não ficou de repouso por muito tempo, voltando às corridas quatro dias depois.


Fonte:
http://br.esportes.yahoo.com/colunas/video-corredora-engatinha-no-fim-de-prova-e-equipe-vence-esportes-1067.html

Observação do Educa Tube:

Os dois vídeos acima, para motivação e reflexão, foram indicações de meu irmão Sérgio Roig (sobre pai e filho disputando provas de triatlo) e do coleg'amigo Robson Freire (sobre a menina corredora que não desistiu e chegou ao final da prova, só pra conseguir pontuar e dar o título por equipes a sua escola).
Exemplos de estar junto com alguém, não importa a situação. Vencer nem sempre é o mais importante na vida. Mas estar próximo, juntos, pra sempre, isso é o que mais importa a quem sabe que viver já é a maior vitória que podemos ter...
Robson, por exemplo, educador e editor do blog Caldeirão de Ideias, é um exemplo disso, não desistiu de seus sonhos e soube com criatividade, originalidade dar a volta por cima em diversas situações e ser reconhecido por sua competência como blogueiro educacional, recebendo diversos prêmios, dentre eles o Top Blogs, edição 2009 e 2010.
Robson é um dos grandes colaboradores do Educa Tube, junto com a coleg'amiga Elisângela Zampieri, educadora de Curitibanos - SC - Brasil e editora do blog Sobre Educação, que são responsáveis pela indicação de diversos vídeos e recursos educacionais, aqui publicados.
Robson e Elis, são, pela quantidade e qualidade das sugestões, quase sócios do Educa Tube; amigos que tive o privilégio de conhecer, primeiro no mundo virtual, e que muito me incentivaram direta ou indiretamente a desenvolver diversos projetos, dentre eles, o próprio Educa Tube, surgido de uma conversa informal, via MSN, com a Elis, que me pediu certa vez a indicação de alguns vídeos. Dai, tive o "insight" de criar um blog pra reunir esses vídeos que utilizava em meu fazer pedagógico.
Depois, tive o privilégio de em agosto de 2010, estar JUNTO com esses dois grandes amigos virtuais, que se tornaram, a partir de então, também reais, durante o Seminário de tecnologia educacional, junto com mais duas grandes colegas de NTE, Janaina Martins (aqui de Rio Grande-RS) e Joanirse Ortiz (de São Luiz Gonzaga - RS); educadores que, mesmo longe das capitais, conseguem desenvolver projetos e divulgar atividades, via ciberespaço, via blog, twitter etc, servindo de modelo e incentivo a outros educadores, mundo afora.
Cada vez mais tenho a impressão que a Educação precisa ser um diálogo constante, não apenas do professor com os alunos, mas de educadores com outros, independente do espaço (seja real ou virtual), e com a comunidade, trazendo-a de volta pro ambiente escolar, utilizando-se da Educomunicação (blogs, msn, twitter, facebook, orkut, sms etc) para ampliar os horizontes mútuos.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

TV Escola - O canal da Educação (MEC)



Educadores, conheçam, visitem e divulguem o canal TV Escola( http://tvescola.mec.gov.br/), do Ministério da Educação do Brasil, o qual reúne dentre outras coisas, "todos os vídeos exibidos na TV Escola, que embora não estejam disponíveis para download em função de diretos autorais, podem ser vistos direto no site".

Ainda é possível acessar a Revista da TV Escola, clicando no link abaixo:

Revista da TV Escola

Aqui, link pra TV Escola:

TV Escola

domingo, 19 de dezembro de 2010

A Maior Flor do Mundo, de José Saramago


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=YUJ7cDSuS1U

A belíssima animação acima, A Maior Flor do Mundo, inspirada em conto de autoria de José Saramago, foi-me indicada via Twitter pela coleg'amiga Chris Angelotti, educadora e editora do portal ABC Kids, que recomendo a visitação, pelo relevante conteúdo educacional e social.

Saramago faz a narração da animação, falando que as histórias para crianças não devem conter palavras de difícil significado para elas, pois as mesmas possuem ainda um vocabulário diminuto. Concordo plenamente. A criança ainda não compreende a ironia nem o sentido figurado das palavras. Leva muito a coisa ao chamado "pé-da-letra", o sentido literal das palavras. Não compreende que sinônimos são palavras diferentes com o mesmo significado e por ai vai...
Usar da leitura de imagens para introduzir as crianças no Mundo da Literatura, sejam animações ou histórias em quadrinhos é uma das ótimas estratégias que pais e educadores podem dispor...

A animação, que pode ser utilizada como temática ambiental também e não apenas literária, finaliza com uma bela citação de Saramago, e uma lição de vida para pais e filhos, professores e alunos refletirem juntos, em casa e/ou na sala de aula:

"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos?
Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?"

José Saramago

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Animação da Patrulha Ambiental / ProEA-PRG


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=HYD4G5T481M

Animação em stop motion, com duração de 3 minutos e 9 segundos, feita pela Patrulha ambiental do Programa de Educação Ambiental do Porto do Rio Grande / ProEA-PRG, formada por 15 alunos das Escolas Saldanha da Gama (estadual) e Ramiz Galvão (municipal), da cidade do Rio Grande - RS - Brasil, dentro do projeto Patrulha Ambiental, em parceria com o Projeto Quero-Quero da Secretaria Municipal de Educação e Cultura - SMEC - Rio Grande. (agosto a dezembro 2010).
O tema principal da formação foi: "O Patrulheiro ambiental vivenciando os princípios da Carta da Terra como fundamento para a ação socioambiental".
Os alunos desenvolveram, junto com a equipe do ProEA-PRG (formada por diversos educadores ambientais, das mais variadas áreas do conhecimento), o roteiro, os diálogos, criaram com massa de modelar os personagens, e com folhas de cartolina e EVA o cenário, conforme making of, logo abaixo.
Depois, a equipe do ProEA, fotografou quadro a quadro a movimentação das personagens, todo o material digital, foi editado via Movie Maker, pra publicação no You Tube e depois copiar o código do vídeo neste blog. Os balões dos diálogos foram feitos posteriormente no power point, depois copiados e colados no paint brush, para depois colados na story board e linha do tempo do movie maker.
Essa é uma das diversas atividades da patrulha ambiental mirim, feitas no e pelo ProEA-PRG (de agosto a dezembro/2010), unindo diversas possibilidades, como trabalhos manuais e tecnologias, dentro dos conceitos da educomunicação.
Como educador ambiental, tenho o privilégio de fazer parte da equipe do ProEA-PRG e do grupo da Educomunicação, do mesmo, fazendo a edição do material colhido, fotos e vídeos, para edição no Movie Maker.
Vejam abaixo, mais alguns detalhes da produção desse material.

"MAKING OF" DA ANIMAÇÃO


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=5lttr5-bvXU

PATRULHA AMBIENTAL



Alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Saldanha da Gama, da vila da Barra:
Cláudio, Nicole, Luis Carlos, Aline, Ingrid e Jorge.


Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ramiz Galvão, da vila da Mangueira:
Elisane, Karolayne, Endrew, Yasmin, Leonardo, Emilim e Paola.


As imagens acima, foram da atividade com os mesmos alunos, em encontro anterior, quando foi usado o Google Earth 5.0 para que eles partissem numa viagem virtual, do global (a Terra), ao local (visitando o Brasil, Rio Grande do Sul), até chegar a cidade do Rio Grande, e ali, visitar o Porto, procurarem o prédio do ProEA, depois seguirem pela estrada, rumo as escolas e suas residências. cada um colocou um marcador com seu nome sobre a sua casa. Efeito que foi reproduzido na animação, ao seu final, com imagens do alto, do cenário por eles produzido.
Ao todo, foram 08 encontros presenciais.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Curtos, animados e educativos

PRESERVE O PLANETA

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=g7e9Pfs5osQ&feature=related
Preserve o planeta!! - Campanha realizada pela wwf.Com o objetivo de consientizar o a população que deve preservar o meio ambiente.

ANIMALS SAVE THE PLANET

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=83wINVmrRkA&feature=related

Os dois vídeos acima, são ótimas formas de trabalhar conceitos sobre educação ambiental, com crianças e jovens. São animações curtas, animadas e educativas como me indicou, via Twitter, a coleg'amiga Elisângela Zampieri Panisson, professora da educação especial, de Curitibanos - SC - Brasil, e editora do blog Sobre Educação.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A TV que me vê


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=Vk5UYrWaFsw&feature=player_embedded

O vídeo acima, descobri por acaso, visitando o blog Palavras de um novo mundo, de Rosa Zamp - que recomendo visitação (link abaixo) -, após receber sua visita e comentário no Educa Tube.
Porém, nada é por acaso, nem mesmo o acaso, já disse o Poeta.
O vídeo acima considero uma boa oportunidade para pais e filhos, professores e alunos refletirem sobre a influência da TV e da mídia na identidade dos jovens, coisas que venho discutindo faz tempo, através de blogs, Twitter, artigos de opinião, palestras etc.
Veja e reflita você mesmo...

PALAVRAS DE UM NOVO MUNDO

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

A aprendizagem nas salas de aula do século XXI


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=HMJ5lTXA8ek&feature=player_embedded

O vídeo acima foi indicação, via Twitter, do coleg'amigo Robson Freire, editor do blog Caldeirão de Ideias e trata da aprendizagem nas salas de aula do século XXI.
Apresentação de autoria de Justin Medved, especialista em Tecnologia e Aprendizagem no The York School.
Um ótimo material para educadores refletirem sobre os desafios do uso das tecnologias na educação.

domingo, 28 de novembro de 2010

O verdadeiro efeito borboleta


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=Kg51nLK8Xxg

Conversando em tempo real pelo tuiter, como diversos amigos virtuais (dentre eles Cristina Passinato, Vanda Trentino, Gisele Zamboni entre outros), acabei, primeiro, num efeito dominó, associando letras e músicas, depois imagens e recordações, até chegar a este vídeo, chamado Proteção às borboletas, canção famosa nos anos 1970, na voz do cantor e compositor Benito de Paula.
Uma canção ainda atual por sua temática ambiental, que pode ser usada por professores e alunos, numa viagem no tempo e no espaço.
Talvez esse seja o verdadeiro efeito borboleta, comumente associado a Teoria do Caos que diz que o simples bater de asas de uma borboleta aqui no Brasil, poderá causar uma tempestade no Japão, pelo desencadear de situações que cada um de nós pode provocar no próprio meio em que vive, influenciando todo o planeta.
Sugiro aos educadores trabalharem com esses temas, usando clipes, como esse, unindo música, arte, cultura, história, mas também vídeos de longa metragem como o filme Efeito Borboleta, que também discute essas implicações. Neste, um jovem tem o poder de voltar e alterar o tempo e a sua história de vida, modificando a dos amigos também, a partir de antigas fotografias que ele mentaliza e literalmente se teletransporta. Sem mais as imagens, entre tantas indas e vindas, esse passageiro do tempo, acaba lembrando-se de antigos cadernos e suas anotações e através delas, recupera a faculdade de voltar atrás e mudar as situações já vividas. mas tudo tem um preço.
Vejam o filme, e lembrem-se que a verdadeira viagem e efeito borboleta são as recordações do passado, através das viagens que fazemos por nossa memória, utilizando essas lições de vida para alterar o nosso presente e futuro, de forma consciente e planejada, com educação e cultura.
O educador com sua atuação, pode causar um belo efeito borboleta em seus alunos, e também ser influenciado pelo bater de asas dessas jovens borboletas, recém saídas de seu casulo da juventude...
Para refletir, motivar e se automotivar, num outro efeito borboleta também.

Abaixo, letra da canção:

PROTEÇÃO ÀS BORBOLETAS

Eu sou como a borboleta
Tudo o que eu penso é liberdade
Não quero ser maltradado,
nem exportado desse meu chão

Minhas asas, minhas armas,
não servem para me defender
As cores da natureza pedem
ajuda pra eu sobreviver

Você que me vê voando
Como a paz de uma criança
Você sabe a minha idade
Eu sou sua esperança

A ordem da humanidade
não deve ser destruída
quando eu voar me proteja
]sou parte da sua vida

Eu sou como a borboleta...

Fonte: http://letras.terra.com.br/benito-di-paula/109762/

sábado, 27 de novembro de 2010

Minha Alma (A paz que eu não quero): clipe que parece curta



Minha Alma, O Rappa


A MINHA ALMA (A PAZ QUE EU NÃO QUERO), O RAPPA
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=vF1Ad3hrdzY

O impactante vídeoclipe acima, Minha Alma, da banda O Rappa, já tinha sido indicação antiga do coleg'amigo Robson Freire, editor do blog Caldeirão de Ideias; e recentemente o revi, por conta de indicação das coleg'amigas Janaina Martins e Ieda Freitas, educadoras ambientais, quando de sua utilização em projeto educacional com alunos do ensino médio de escola da rede pública estadual da cidade do Rio Grande - RS - Brasil, dentro do Programa de Educação Ambiental do Porto do Rio Grande / ProEA-PRG, trabalhando com os mesmos noções de cidadania.

Essas indicações serviram-me para refletir e incluir o referido clipe na próxima fase (a ser feita em 2011, com alunos do ensino médio) do projeto Clipes que parecem Curtas: Palavra cantada & História Contada, executado em 2010 com alunos do ensino fundamental de escola pública.
Diante das imagens dos confrontos entre policiais e traficantes, na cidade do Rio de Janeiro - RJ - Brasil, este videoclipe torna-se cada vez mais um quase curta-metragem, e serve para que reflitamos sobre violência, drogas, preconceito, discriminação, política, educação, sociedade, cidadania, entre outras tantas possibilidades, além das relações entre vida e arte...
Minha Alma, de O Rappa, é um daqueles vídeos que nos marcam pela força das imagens e da letra. Um clipe que parece um curta. E que já inicia com versos contundentes:

"A minha alma tá armada e apontada/ Para cara do sossego!"

Avassalador, e tristemente atual...

E de tudo que temos visto, ouvido e lido, fica uma outra pergunta, extraída da própria letra da canção:

"Qual a paz que eu não quero conservar,/Prá tentar ser feliz?"

A resposta a essa indicação talvez traga a solução ao próprio conflito...
No meio de tudo isso, uma população trabalhadora vivendo ilhada, seja nos morros ou arredores, refém do próprio medo e das incertezas.
Para pensar e debater entre professores e alunos, pais e filhos o modelo civilizatório que está em curso e qual o modelo social que desejamos para o nosso futuro.

Para assistir o vídeoclipe, basta clicar no link (atalho) abaixo:

MINHA ALMA (A paz que eu não quero) - O Rappa

Mais abaixo, letra da referida canção:

MINHA ALMA, O Rappa

A minha alma tá armada e apontada
Para cara do sossego!
(Sêgo! Sêgo! Sêgo! Sêgo!)
Pois paz sem voz, paz sem voz
Não é paz, é medo!
(Medo! Medo! Medo! Medo!)

As vezes eu falo com a vida,
As vezes é ela quem diz:

"Qual a paz que eu não quero conservar,
Prá tentar ser feliz?"

As grades do condomínio
São prá trazer proteção
Mas também trazem a dúvida
Se é você que tá nessa prisão

Me abrace e me dê um beijo,
Faça um filho comigo!
Mas não me deixe sentar na poltrona
No dia de domingo, domingo!

Procurando novas drogas de aluguel
Neste vídeo coagido...
É pela paz que eu não quero seguir admitindo

É pela paz que eu não quero seguir
É pela paz que eu não quero seguir
É pela paz que eu não quero seguir admitindo

Fonte:
http://letras.terra.com.br/o-rappa/28945/

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Fronteiras digitais


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=UF0p0mKXdEo


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=UFLNl1Z5rqI&feature=fvw


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=7QV_vHJWqQI&feature=related

Conheci o vídeo Fronteitas digitais II, através da coleg'amiga Elisângela Zampieri Panisson, professora da educação especial de Curitibanos - SC - Brasil, e editora do blog Sobre Educação, durante sua palestra no Seminário de Tecnologia Educacional - 6º Núcleo CPERS/Rio Grande, em agosto/2010.
É um vídeo (em suas três versões ou releituras) bem ilustrativo desse processo de alargamento das fronteiras reais e virtuais, através das mídias, das TIC's e das redes sociais.
Nativos e imigrantes, passageiros e tripulantes do ciberespaço podem hoje se comunicar em tempo real, online, apesar das distâncias e fronteiras reais.
Conhecer esse "Novo Mundo" e saber transitar com desenvoltura nele é um dos grandes desafios do educador do século XXI. E, com isso, estabelecer estragégias de interação e de uso adequado dos multimeios, como acessórios a sua prática pedagógica. Uma ferramenta a mais, como é o próprio livro didático.
Um vídeo também para viajar no tempo, entre as gerações de pais e filhos, professores e alunos...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Uma conversa sobre a raça


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=cWPhlO6Uv2E

O vídeo acima, é um trailer legendado de um documentário chamado A conversation about race(Uma conversa sobre a raça), e serve para refletirmos sobre questões como identidade, preconceito, discriminação, cidadania, inclusão etc.
É comovente e avassalador.
Foi indicação do coleg'amigo Alexandre Protásio, professor de História, em Rio Grande - RS - Brasil, que mostrou a seus alunos, durante Seminário da escola Bom Jesus/Joana D'Arc, onde palestrei sobre "Como a tecnologia pode auxiliar no estudo".

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O menor filme do mundo


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=slfOuS30aJ4

Sempre digo que grandes ideias não precisam ser em grande metragem. Um pequeno vídeo, um clipe, uma música, como introdução a uma prática escolar servem como motivação para sonhos e projetos maiores, em que a tecnologia é apenas a coadjuvante do espetáclo maior que é o processo de ensino-aprendizagem.
No vídeo acima, indicação indireta, via Twitter do jornalista Fred Navarro retuitando indicação da Revista Piauí, mostra "o menor filme do mundo", feito com uma câmera digital embutida num aparelho celular.
Evidentemente que é uma tecnologia inovadora, conforme demonstra a apresentação do You Tube, mais abaixo, mas o que deve ser inovador, no que tange a Educação é a própria prática pedagógica e nem tanto os equipamentos utilizados por alunos e professores.
Mas também fica evidente que câmera digital, celular, edição de fotos e vídeos, via Movie Maker (windows) ou KDen Live (linux), depois sua publicação no You Tube e de lá a incoporação do código em um blog, promove a divulgação de ideias e ideais, além dos muros da escola, para o ciberespaço; inspirando outros projetos ou adaptando um projeto de uma região para outra, respeitando a realidade local de cada um.
Educar é um ato universal, divulgar essas experiências para a comunidade escolar, uma necessidade cada vez maior. Não importa o tamanho do filme nem do projeto, mas a dimensão social que eles abrangem com o seu planejamento, execução e divulgação...

Apresentação do vídeo acima, no You Tube:

Il CellScope è un dispositivo Nokia con un microscopio collegato che è stato realizzato per girare un film innovativo con protagonista una ragazza di 9 mm chiamata Dot che vive in un mondo microscopico. Tutto il film è stato girato utilizzando la tecnologia CellScope e un Nokia N8, con la sua fotocamera da 12 megapixel e ottica Carl Zeiss!

Abaixo, link para exemplo de projeto educacional, utilizando-se das TICs, desenvolvido entre professora e alunos, aqui da região sul do Rio Grande do ul - Brasil.

PRODUTO DE SALA DE AULA - campanha publicitária feito pelos alunos (Drogas)

Visitem também o blog:

PRODUTO DE SALA DE AULA, da profª Rosãngela Samaniego

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Crianças Invisíveis (Documentário e Vídeoclipe)



O documentário acima, intitulado Invisible Children (Crianças Invisíveis), foi-me indicado, algum tempo atrás, pela coleg'amiga de Elisângela Zampieri Panisson, professora da educação especial, em Curitibanos - SC - Brasil; editora dos blogs Sobre Educação, Et Cetera e Special Games, além de colunista do portal INCLUSIVE, que trata de inclusão e cidadania.
Já loquei este documentário que é ótimo parar trabalhar com jovens e adultos - com a comunidade esoclar em geral - valores como educação, cidadania, inclusão social etc.

Abaixo, apresentação do vídeo no You Tube:

"Na primavera de 2003, três jovens americanos viajaram a África na busca de uma história. O que encontraram foi uma tragédia que repugna... a todos" que os inspirou. Uma história onde as crianças são armas e as crianças são as vítimas. O filme "Invisible Children:rough cut" (crianças invisíveis) expõe os efeitos de uma guerra que dura à 20 anos sobre as crianças de Uganda do norte. Estas crianças vivem no medo de serem abduzidas por soldados rebeldes, e estão sendo forçadas à lutar como parte de um exército violento. Este documentário maravilhosamente atropelante,é de um ritmo veloz , com uma pitada de MTV, e é algo verdadeiramente original. Ver África através dos olhos de jovens é engraçado e triste, rápido e informativo - tudo na mesma respiração. Veja esse filme, você será mudado para sempre."

Assistindo TV, vi o videoclipe abaixo, da banda Fall Out Boy, que serve de link para o documentário acima, pois trata do mesmo tema, podendo o educador trabalhar partes do documentáiro, aliado ao clipe, com seus alunos, em sala de aula, laboratório de informática, sala de vídeo etc.

FALL OU BOY - I'm Like A Lawyer With The Way I'm Always Trying To Get You and Me

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=FAgbZdrWiN4

Visitem também o portal:

INVISIBLE CHILDREN

domingo, 14 de novembro de 2010

Dez filmes imperdíveis para o professor assistir antes da aposentadoria


Este post, publicado originalmente no meu outro blog educacional Letra Viva do Roig, em 2009, é fruto de uma reflexão sobre notícia do portal Yahoo! Brasil, com o sugestivo título de "Os 100 filmes para assistir antes de morrer"; ou seja, indicações de críticos especializados em cinema do Yahoo! Movies, sugerindo filmes imperdíveis. Dessa seleção, o próprio Yahoo! Brasil, indica também seus 35 melhores.
Alguns deles já assisti, e pretendo, se der ainda nessa "encadernação", assistir aos demais, antes de ir embora desse planeta azul. Porém, retrocedendo em minha memória cinematográfica, resolvi fazer as minhas indicações, como educador, de 10 filmes que todo professor deveria assistir antes de se aposentar, para poder refletir sobre a sua prática pedagógica em sala de aula. Refletir consigo mesmo e com seus alunos... Os 10 filmes que indico abaixo, tem enfoque educacional, e trazem links para resenhas críticas e algumas proposições de como usar no cotidiano escolar.
Um dos grandes propositores do cinema na educação é o Planeta Educação, "o portal educacional da empresa Vitae Futurekids que tem como objetivo disseminar o Uso Pedagógico e Administrativo das Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação nas escolas públicas brasileiras de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio."
Meu colega e amigo Robson Freire, editor do premiadíssimo blog Caldeirão de Ideias, toda a semana indica alguns desses filmes fantásticos, no mais fantástico ainda Projeto Cinema no Caldeirão. Todo sábado tem lá no blog uma preciosa indicação.
Vejam abaixo minhas indicações, que tratam de temas diversos como ambiente, usos e costumes, deficiência visual, aprendizagem, etc:

Dez filmes imperdíveis para os educadores assistirem antes da aposentadoria, segundo o blog Letra Viva do Roig:

Sociedade dos Poetas Mortos, de Peter Weir, com Robin Williams;

O Sorriso de Mona Lisa, de Mike Newell, com Julia Roberts;

Encontrando Forrester, de Gus Van Sant, com Sean Connery;

Escritores da Liberdade, de Richard LaGravenese, com Hillary Swank;

Filhos do Paraíso, de Majid Majidi;

A Cor do Paraíso, de Majid Majidi;

Gênio Indomável, de Gus Van Sant, com Matt Damon e Robin Williams;

A Educação de Pequena Árvore, de Richard Friedenberg, com James Cromwell;

O Clube do Imperador, de Michael Hoffman, com Kevin Kline;

Ilha das Flores, de Jorge Furtado, com narração de Paulo José.

Observação: Imagem acima, meramente ilustrativa, extraída da internet, do endereço abaixo
http://www.gadgetvenue.com/ultra-short-focus-on-the-sanyo-
lp-xl50-projector-06141744/

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Há uma matemática nas letras e uma gramática nos números...

OK Go - This Too Shall Pass - Rube Goldberg Machine

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=qybUFnY7Y8w

Este vídeoclipe faz tempo que pretendia indicar aos professores, junto ao outro mais abaixo, da bando OK Go, como dinâmica de grupo, entre professores e alunos.
Em apenas 3 minutos e 54 segundos, um professor pode passar aos alunos, noções de matemática, lógica, física, organização sequencial etc etc etc., através de um efeito dominó, que como postou no twitter, a coleg'amiga Elis Zampieri, é de uma absurda precisão...
A partir desse comentário da Elis, que é professora da educação especial em Curitibanos - SC - Brasil, e editora do blog Sobre Educação, resolvi elaborar essa postagem.
Educar é de certa forma fazer esse efeito dominó nos alunos, proporcionando que um contagie o outro, e esse ao colega do lado e assim sucessivamente para todos percebam toda a matemática e poesia que existem na vida ao redor.
Como já escrevi em prosa e verso: "Há uma misteriosa matemática nas letras, palavras e frases que compõem um livro e uma fala; da mesma forma que há uma preciosa gramática nos números, fórmulas e equações matemáticas que movem o mundo inteiro".
Tudo na vida é composto de letras e números, mas a matemática é a base de tudo, inclusive da informática se seu código binário, formado pela sucessão de um (sim/tudo) e zero (não/nada). Até mesmo alguns físicos quânticos chegaram a conclusão que o Universo parece funcionar matematicamente como um imenso sistema operacional. Já imaginaram essa Matrix colossal, de bit's e bytes celestes?

Ainda utilizando-me dos incríveis, criativos, bem humorados e originalíssimos videoclipes da banda OK Go, que tal iniciar uma aula de educação física com a canção e as imagens do clipe abaixo:

OK Go - Here It Goes Again (CLIQUE AQUI)

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=pv5zWaTEVkI&feature=channel

E aqui, a mesma (e fantática!) apresentação de dança, música e irreverência sobre esteiras, ao vivo, no show de talentos de uma escola dos EUA:

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=gq7r3F1SoX0&feature=related

Nestes videoclipes, ciências humanas e exatas dialogam, podendo servir de uma dinâmica de grupo, pra motivar os alunos para alguns conceitos de matemática, física e ciências em geral. Para que tais clipes fossem possíveis, foi necessário estabelecer um roteiro complexo, dinâmico, um fabuloso trabalho de equipe...
Educar também é reunir um esforço múltiplo, em prol de um ideal em comum...
Às vezes, reunir a comunidade escolar em torno da escola é tão complexo como criar um efeito dominó de tal envergadura, ou dançar sobre esteiras ao som de uma canção, como nos vídeos acima forma feitos com maestria.
Embora, justiça seja feita, os alunos, os jovens, conseguem dançar sobre tapetes virtuais, de luzes, reproduzindo a sequência da canção, com incrível desenvoltura...
É uma geração em que música, dança, vídeos, clipes e outras mídias tem papel quase que epitelial... Sua segunda pele...

Abaixo, mais um clipe original, em forma de papel de parede, desta criativa banda:

OK Go - Do What You Want Version 2

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=i00GDT9FuFM&feature=rec-LGOUT-exp_fresh+div-1r-5-HM

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O mundo necessita de todos os tipos de mentes


Fonte: http://www.ted.com/talks/view/id/773

O vídeo acima, descobri, visitando o portal INCLUSIVE, que trata de inclusão e cidadania, e considero uma grande oportunidade para refletir sobre a aprendizagem em sentido amplo.
Vejam abaixo a apresentação do vídeo, pela INCLUSIVE, e selecionem a legenda.

"Temple Grandin, diagnosticada com autismo na infância, fala sobre como a sua mente funciona — compartilhando a sua habilidade de “pensar em imagens”, que a ajuda a resolver problemas que cérebros neurotípicos não conseguiriam. Ela traz à tona que o mundo precisa de pessoas com o espectro autista: pensadores visuais, pensadores em padrões, pensadores verbais e todos os tipos de crianças espertas e inteligentes."

A INCLUSIVE recebeu recentemente menção honrosa no Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos 2010.

Acompanhem as indicações da INCLUVISE, via tuiter, no link abaixo:

INCLUSIV3

Abaixo, link para resenha sobre o filme que conta a história de Temple Grandin:

TEMPLE GRANDIN - O FILME

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Autobiografia de Erico Veríssimo: a consciência do fazer literário (dissertação)


Acima, a íntegra de minha dissertação de mestrado em Letras (FURG -2010), área História da Literatura, em que analisei a autobiografia de Erico Veríssimo, Solo de clarineta, com enfoque literário.
Através da dissertação, demonstro como o autor, que também é o narrador e a personagem da própria história de vida, utiliza-se dos mesmos recursos da ficção, dividindo a autobiografia em capítulos e subcapítulos, semelhantes a contos e crônicas, deixando um efeito de estranhamento para o final de cada pequeno texto, ora com tiradas bem humoradas, ora com confidências comoventes.
Seu relato é autêntico, mas a estrutura usada pra contar a história de sua existência é literária. E o autor cruz-altense tem consciência disso.
Esta foi a terceira vez que me debrucei sobre Solo de clarineta. Em 1982, ainda no ensino médio, como um leitor ingênuo, descobrindo o universo literário do autor de Clarissa, Música ao Longe, Caminhos Cruzados e outros clássicos; em 1986, na especialização em História do Rio Grande do Sul: sociedade, política e cultura (FURG), em que analisei a figura do gaúcho típico e seu arquétipo através da obra de Erico Veríssimo (sua autobiografia e a trilogia O Tempo e o Vento); e, por fim, em 2010, pelo mestrado em Letras(FURG).
Não descarto, no futuro, uma quarta expedição, tornando a reler com outros olhos o mesmo texto autobiográfico deste autor que fecundou em mim o gosto pela arte, cultura e literatura.
Veríssimo diz em Solo... que Monteiro Lobato era um desses autores fecundantes que inspiravam outros autores. Erico também foi pra mim um desses autores, que influenciou uma geração de escritores, não apenas do Rio Grande do Sul. Se tornei-me também escritor e poeta, devo, em parte, ao pai de Clarissa...

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Borboletas de Zagorsk


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=bA_GMtqUGeQ&feature=player_embedded


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=cTvvzBwhwvs&feature=related


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=NfkBsj2w0uA&feature=related


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=vLDROI206lw&feature=related


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=aLQ1wSbc_xY&feature=related


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=Snn6YixcU4U&feature=related

Reproduzo abaixo, na íntegra, indicação do video acima BORBOLETAS DE ZAGORSK, feita pela coleg'amiga Elis Zampieri, professora da educação especial, em Curitibanos - SC - Brasil, editora dos blogs Sobre Educação e Et Cetera; e colunista do portal INCLUSIVE.

BORBOLETAS DE ZAGORSK, por Elis Zampieri:

Borboletas de Zagorsk é um documentário produzido pela BBC em 1992 que trata do trabalho desenvolvido em uma escola russa com crianças surdas e cegas inspirado nos estudos de Lev Vygotsky. A obra tem 40 minutos de duração e se passa na cidade de Zagorsk, a 80 km de Moscou.
Em seus estudos sobre a defectologia, Vygotski traz a ideia da compensação segundo a qual as pessoas com deficiência utilizam seus sentidos sadios para compreenderem o mundo, isto é, desenvolver seus sentidos normais para compensarem seus sentidos perdidos ( visão, audição, etc. )

Segundo a prof. Elisângela Zampieri:

O documentário reforça a importância da mediação e a crença de que todas as pessoas, independente da idade e da condição física ou intelectual, são capazes de aprender. Concepção esta também retratada na teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural do educador Romeno Reuven Feuerstein. Com a conhecida frase: "Não me aceite como eu sou", Feuerstein desafia o educador a planejar e propor ações que possibilitem ao sujeito relacionar-se com seus pares, sem que esta relação seja permeada pelo atributo da incompetência por acreditar que não se pode prever, nunca limites para o desenvolvimento humano.
Borboletas de Zagorsk é a evidência disso.


Observação do editor do Educa Tube:

Sou testemunha do que o documentário mostra e a Elis comenta, pois de 2005 a 2007, coordenei Projeto do Informática na Educação Especial, quando foi coordenadora também do Núlceo de Tecnologia Educacional (NTE) Rio Grande, da 18ª CRE, desenvolvendo o referido projeto em parceria com as professoras da educação especial da EEEF Barão de Cêrro Largo, de Rio Grande - RS - Brasil.
Na época, o projeto cooperativo e colaborativo, entre professores e alunos da ecucação especial e os multiplicadores do NTE, demonstrou as inúmeras possibilidades de aprendizagem de alunos portadores de deficiência nas áreas visual, mental, física e auditiva, tendo as tecnologias como uma aliada nesse processo de ensino-aprendizagem. Além desse projeto, participei em parceria com professoras dao ensino regular em turmas inclusivas.
Destaco alguns situações que vem de encontro ao que o documentário apresenta:

Na deficiência visual, atendi certa vez um aluno cego que recebi atendimento em sala de recursos da professora especialista nessa área, e o ensinei a usar o programa dosvox, que permite o uso do computador por alguém com deficiência visiual, seja o editor de texto, jogos e até mesmo a internet. Na questão desta, não sabia como configurar a mesma, e o o aluno H. me repassou o telefone de um amigo dele D., que também cego, era técnico em informática e morava no estado de São Paulo. Por telefone, e depois por MSN, D. ensinou-me a configurar a internet no dosvox, que pode ser baixado gratuitamente, no link abaixo.

DOSVOX

Na deficiência mental e auditiva, em projeto em turma inclusiva de 4ª série do ensino fundamental, eu a a professora regente de turma, percebemos como a aprendizagem funcionava de forma surpreendente, pois a aluna J., com deficiência mental, aprendera rapidamente Língua Brasileira de Sinais (Libras), para se comunicar com seus colegas surdos, enquanto tinha dificuldade na questão do raciocínio matemático. E os alunos ouvintes também aprenderam facilmente a língua de sinais para se comunicar. Que a aprendizagem funciona de forma muito similar entre alunos portadores de deficiência ou não, e que as tecnologias são um grande aliado para ambos.

Não importa se somos professores ou alunos, se temos deficiência ou limitações, todos temos nosso tempo particular de aprendizagem, e muito desta depende da dedicação e profissionalismo do educador e da dedicação e persistência do educando.

domingo, 24 de outubro de 2010

Casa Fernando Pessoa



http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt/

Descobri no Twitter link( abaixo) para o portal chamada Casa Fernando Pessoa, que possui um acervo para visitação online.

CASA FERNANDO PESSOA

Sou fã declarado deste poeta que escrevia com a alma na ponta dos dedos. Sempre digo que se tivesse que escolher um livro pra levar pra uma ilha deserta, com certza seria Obra Completa de Fernando Pessoa. Um poeta singular de identidades plurais...
Eis abaixo, apresentação do do espaço virtual, feita pelo próprio portal:

Toda as obras que integram a Biblioteca Particular de Fernando Pessoa estarão, a partir de hoje disponíveis, na íntegra, através da Internet, permitindo o acesso gratuito à obra do poeta português a partir de qualquer ponto do globo.

O espólio inclui 1.140 livros que pertenceram a Fernando Pessoa, mas também manuscritos, ensaios e poemas, anotados pelo próprio nas páginas dos livros. A totalidade das páginas de cada volume foi digitalizada e colocada online, podendo as obras ser consultadas, página a página, no site, ou descarregadas, na íntegra, para o computador.

"Trata-se da primeira biblioteca portuguesa integralmente digitalizada", afirmam os responsáveis pelo projecto, que é hoje apresentado na Casa Fernando Pessoa - o único local onde, até à data, este acervo podia ser consultado.

A Biblioteca Digital terá acesso a partir do site da Casa Fernando Pessoa, devendo ficar online pelas 18 horas de hoje.

O projecto desenvolvido em parceria com a Fundação Vodafone, que investiu cerca de 77 mil euros, pretende facultar "a todos os leitores, em qualquer parte do globo, o acesso a este importante legado de uma das figuras maiores da Cultura Portuguesa", lê-se no comunicado.

O serviço incluirá a possibilidade de consulta de obras por autor, por ano ou ordem alfabética, sendo também facultada uma classificação por categorias temáticas. "Para facilitar a compreensão da biblioteca como um todo, foram destacadas as páginas que incluem manuscritos do próprio Pessoa", detalha a nota à imprensa.


http://tek.sapo.pt/noticias/internet/biblioteca_particular_de_fernando_pessoa_onli_1100841.html

Aprendendo História com o jogo Age of Empires



Reproduzo abaixo, a íntegra de mais uma criativa e original iniciativa do coleg'amigo Michel Goulart, de Criciúma - SC - Brasil, editor dos blogs História Digital, Games Históricos e Filmes Históricos.
Michel, além de educador é músico e utiliza-se de diversos games em seu fazer pedagógico. Um exemplo de educador do século XXI.
Vejam abaixo a atividade feita com alunos e visitem o História Digital; um dos ambientes de aprendizagem em rede, que sempre indico aos meus cursistas, pela relevância, criatividade e originalidade de suas propostas pedagógicas, utilizando-se das tecnologias em geral.
As modernas estratégias de uso das tecnologias e das mídias no processo de ensino-aprendizagem requerem que o educador conheça e replique em parte o mundo do alunado, em que música, jogos, dança etc fazem parte visceral, umbilical...

APRENDENDO HISTÓRIA COM AGE OF EMPIRES, por Michel Goulart

Desde que me conheço como professor de História, sempre gostei de usar diferentes recursos no processo de ensino-aprendizagem. Por isso criei este blog, para explorar novas possibilidades, dentro do conceito de história para ler, ver, ouvir e até jogar.

Neste sentido, há algumas semanas atrás, pedi para meus alunos reconstruírem batalhas ou civilizações da antiguidade, utilizando o mais famoso game de estratégia de todos os tempos: o Age of Empires. Para isso, os alunos deveriam utilizar o sistema de criação de cenário (scenario builder) e montar uma apresentação no powerpoint com informações históricas e imagens do game.

Aqui está um exemplo da utilização do game. Os alunos do Colégio Energia, reconstruíram de forma muito bacana a Guerra de Teutoburgo, que ocorreu na Germânia em 9 d.C.



É claro que o sistema de criação de cenários tem limitações, o que impede a inserção de elementos importantes, como as tribos germânicas, por exemplo. Mas isso não compromete o resultado final e ainda estimula a pesquisa.

Fonte:
http://www.historiadigital.org/2010/10/aprendendo-historia-com-age-of-empires.html

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Tragam a revolução no aprendizado (Sir Ken Robinson)


Fonte: http://www.ted.com/talks/view/id/865

O vídeo acima, que considero imperdível a assitência por professores, foi indicação da coleg'amiga Elis Zampieri, professora da educação especial em Curitibanos - SC - Brasil; editora do blog Sobre Educação e colunista do portal INCLUSIVE.
O vídeo em si dispensa maiores apresentações para aqueles que já assistiram outras palestras de Ken Robinson. Melhor ver e ouvir e fazer sua própria reflexão a partir da realidade do universo escolar em que cada um está inserido.
Uma fala provocadora, motivadora, bem humorada, crítica e esclarecida.
A escola do século XXI precisa mesmo mudar sua estrutura, não apenas na questão espacial, mas temporal. Mais que tudo, o educador do século XXI precisa fazer, o que chama de, pequenas expedições ao mundo do aluno, descobrir seus gostos, usos e costumes, para a partir da descoberta desse novo dialeto tribal, estabelecer uma nova forma de diálogo.
Uma das grandes lições que aprendi na vida foi que o educador deve ser um eterno aprendiz, não apenas na questão formal, de fazer cursos de atualização, de capacitação continuada, mas aprender com o próprio alunado e a comunidade, pois como digo e li em algum lugar: "As certezas são sempre provisórias, mas as dúvidas são permanentes".

Observaçao: Escolha a legenda do vídeo acima, clicando em "view subtitles".

Apresentação do vídeo no portal TED:

"Nessa comovente, engraçada continuação de sua celebrada palestra de 2006, Sir Ken Robinson defende uma mudança radical das escolas padronizadas para um aprendizado personalizado - criando condições nas quais os talentos naturais das crianças possam prosperar".

Vídeo sobre a palestra de 2006, logo abaixo:

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Palavra cantada & história contada: clipes que parecem curtas



Iniciei durante Semana da Criança (comemorada no Brasil, na segunda semana de outubro), projeto de interpretação de textos e produção literária, com alunos do ensino fundamental de escola da rede pública de Rio Grande - RS - Brasil, denominado "PALAVRA CANTADA & HISTÓRIA CONTADA: CLIPES QUE PARECEM CURTAS".
Trata-se de proposta de trabalhar com videoclipes, conforme links abaixo, em que seja possível observar que a história cantada pelo cantor ou banda é possível de ser também contada como uma narrativa pelos alunos, primeiro, a partir da força das imagens (clipes em inglês), para a posterior produção textual em língua portuguesa.
Para mim, como educador, escritor e poeta, interessa-me saber através da palavra cantada, qual a história a ser contada pelos alunos.
Nesta atividade, utilizei-me do tradicional (quadro negro e giz) aliado ao moderno (datashow, notebook e conexão 3G), conforme imagens acima, feitas no ambiente escolar, tornando o espaço regular em uma sala de aula digital.
Foram utilizados diversos clipes com esse enfoque:

1º ENCONTRO, com 8ª série, turmas 81 e 82:


CARRY YOU HOME, de James Blunt


CRYSTAL BALL, da banda Keane

2º ENCONTRO - 6ª série, turmas 61, 62 e 63:


ALL I NEED, da banda Radiohead


BAD DAY, de Daniel Powter

3º ENCONTRO - 7ª série, turmas 71 e 72:


WAKE ME UP WHEN SEPTEMBER ENDS, da banda GreenDay


HUNTING HIGH AND LOW, DA BANDA A-HA

As turmas 81 e 82, de 8ª série, foram convidadas a participar do projeto, primeiramente observando e anotando detalhes dos clipes Carry You Home (Voltando para casa), de James Blunt, e Crystal Ball (Bola de cristal), de Keane, trabalhando individual, em duplas e trios, para depois, a partir da palavra cantada, contarem a sua própria história, interpretando as imagens e produzindo uma nova narrativa.
No clipe de Blunt, todos tiveram a mesma percepção sobre o fio condutor da música e possível história nele contida, cada grupo tendo suas versões. Afinal, como escreveu Cecília Meireles: “O vento é o mesmo, mas sua resposta é diferente em cada folha.”
Já no clipe de Keane, mais complexo, surgiram as mais curiosas e criativas interpretações e produções para a história do homem que tinha mulher, filho, carro e bom emprego e de repente perde tudo, por não ser mais reconhecido e ter outro parecido em seu lugar. Várias hipóteses foram levantadas. As três mais originais foram que: poderia ser tudo um sonho, uma viagem no tempo entre o homem mais velho e mais novo e que um deles era clone do outro.
No clip "Tudo que necessito", da Radiohead foi visto em paralelo com o "Dia Ruim" de Daniel Powter, e ambos trazem a tela dividida, mostrando 2 histórias de vida que acontecem também de forma paralela. A observação visual, dos pequenos detalhes das cenas, feita pelos alunos de forma verbal, depois escrita, foi muito interessante.
Do garimpo de textos e observações, este educador, que também é, nas poucas horas vagas, poeta e escritor, surgiram belos argumentos para futuros microcontos, nos blogs ControlVerso e/ou R.E.M. - Rápido Movimento do Olhar, com a devida referências ideias dos alunos.
Percebi, entre os alunos, alguns talentos que, através da leitura e escrita, poderão se destacar no futuro, não apenas nas letras e artes... Possuem uma ótima sensibilidade.
Alguns deles expressaram, em sua gíria, o gosto pelos clipes: "triafu", "trimassa" e outros "tri" (Risos). A maioria desconhecia as bandas indicadas.
Muitos não leem, pois veem nisso uma obrigação, pra fazer algum trabalho; falta estímulo e exemplos que venham primeiro de casa, depois se solidifiquem na escola.
É uma geração marcada pelo audiovisual, percebem detalhes nas imagens, mas quanto a interpretação e ao vocabulário, ressentem-se dessa falta de leitura...

Observação 1: Ao final do terceiro encontro, postarei neste espaço mais observações sobre o referido projeto, indicando também videoclipes para serem utilizados no ensino médio.

Observação 2: Agradeço à direção e aos professores de Português/Literatuta da E.M.E.F. Frederico Ernesto Buchholz, no município de Rio Grande - RS - Brasil, pela possibilidade de colocar em prática o referido projeto.
Educar é compartilhar certezas provisórias e dúvidas permanentes...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Portinari e a Infância (por Cria Mineira)


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=UFUW-U0pC70

Vídeo com animação, a partir de obras de Candido Portinari sobre o universo da infância, criado e editado por Cria Mineira, para abertura dos jogos eletrônicos Zip&Del, foi indicação, via Twitter, da coleg'amiga Chris Angelotti , escritora, educadora e editora do portal ABC Kids.
Ótimo para trabalhar arte e cultura no ambiente escolar, sobre a obra de um dos maiores pintores brasileiros, que como outros artistas, como Villa-Lobos e Monteiro Lobato, souberam transitar entre o universal e o particular, fazendo justamente da cultura popular o mote de parte de suas obras, que s]ao hoje universais; vide o Trezinho do Caipira, do maestro Villa-Lobos e O Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, bem como a grande obra de Portinari, em que o povo brasileiro é seu maior personagem.

Visitam o acervo do Projeto Portinari, que contém vida e obras do autor, nascido em Brodósqui.

domingo, 17 de outubro de 2010

Biblioteca Digital Mundial


Imagem acima, da página inicial da Biblioteca Digital Mundial, refere-se ao portal que, como o próprio nome indica, reúne material de diversos países, acessível a consulta online, confome link abaixo:

BIBLIOTECA DIGITAL MUNDIAL

A referida sugestão foi feita, através de lista de correio eletrônico, pela coleg'amiga Ana Carolina de Oliveira Salgueiro de Moura, de Rio Grande - RS - Brasil, Oceanóloga,Mestre em Educação Ambiental e Educadora do Programa de Educação Ambiental do Porto do Rio Grande - ProEA, do qual também faço parte.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Como aprendi e como ensino


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=vPTxIGxRxPI&feature=youtu.be

Vídeo acima, Como aprendi e como ensino, foi indicação do Prof. João Luis Machado, editor do blog Escolhendo a pílula vermelha e colaborador do portal Curta na Escola.
Reproduzo no Educa Tube como uma homenagem a todos os educadores que compartilham suas certezas provisórias e as dúvidas permanentes, seja na rede lógica dos computadores, seja na sua rede social...
As imagens e legendas falam por si mesmas...
Feliz Dia do Professor!