quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Os estudantes: os cúmplices imprescindíveis na inovação educativa, por Alfredo Corell




O vídeo acima Los complices imprescindibles en la innovacion educativa, descobri no portal Huffington Post e depois o audiovisual no You Tube e trata-se de apresentação do professor Alfredo Corell, docente universitário, imunológo e diretor da área de Formação do Professorado e de Inovação Docente da Universidade de Valladolid (UVa), da Espanha, que coordena o projeto de inovação docente "Imunomedia". Fala feita durante o TEDxValladolid, em setembro de 2016.
O TED são pequenas conferências, de 15 a 20 minutos, realizadas mundo afora. E ao vídeo em questão (em espanhol) podem ser ativadas as legendas de tradução.
Para Alfredo, o professor precisa ter "paixão vocacional" e comenta que o cúmplice da inovação educativa parece ter sido esquecido pelo professor, que é o estudante. Que o professor parece usar a capa de invisibilidade (talvez uma referência a série de filmes de Harry Potter). Que professor não é um monolito. E que a interação com o aluno é uma necessidade.
Corel crê que o mais ignorante é aquele que esconde o conhecimento para si mesmo e que não reconhece o valor da colaboração com o estudante.
Fato! Projetos em colaboração e coautoria entre professore aluno, e cooperação entre professores, unindo suas turmas podem inovar, pela transformação da própria metodologia e didática empregadas, somando esforços e permitindo a dinamização do tempo e espaço escolares.
Alfredo Corell demonstra como é possível inovar em ambientes tradicionais e conservadores, muitas vezes refratários e resistentes a transformações, valendo-se da criatividade, da emoção e da organização de projetos. Não há como motivar o aluno e os colegas sem a automotivação.
Como este blog tem destacado, INOVAR nem sempre é partir do zero, mas transformar ideias antigas em coisas novas, transformar coisas, objetos e propostas já existentes, adaptando-as a novas realidades, mas principalmente, respeitando a realidade local. Afinal, novas tecnologias requerem novas metodologias.
Abaixo, o canal de vídeo do professor Corell no You Tube:
ALFREDO CORELL - YOU TUBE br />

Nenhum comentário:

Postar um comentário