CRIADO (ABRIL/2009) PARA INDICAR VÍDEOS DE E PARA EDUCADORES, ALÉM DE SUGERIR DIVERSOS RECURSOS TECNOLÓGICOS COM FINS EDUCACIONAIS.
Imagens: 3 filmes indicados aos educadores: A Cor do Paraíso e Filhos do Paraíso, de Majid Majidi (Irã) e Cinema Paradiso, de Giuseppe Tornattore (Itália).

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Vídeos no You Tube sobre TICs na Educação



Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=-Hc_Ff7hMgM&feature=related

Descobri no YouTube, o vídeo acima, graças ao pedido da colega Elis Zampieri, educadora e editora do blog Sobre Educação, de Curitibanos - SC - Brasil, solicitando-me a indicação de vídeos que tratassem das TICs na Educação. Enviei-lhe o link de um que foi-me indicado pela colega Janaina Martins, chamado Rafinha e a Cybercultura, que usamos em 2008 nas formações do NTE Rio Grande/18ª CRE, em Linux Educacional / Proinfo / MEC com professores da rede pública estadual.
Procurando outros, encontrei no YouTube o vídeo acima, de cerca de 3 minutos, intitulado LINGUAGENS, APRENDIZAGEM E COMUNICAÇÃO COM AS NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO.

Conforme a apresentação de sua autora, é um "Trabalho desenvolvido por Cristina Bruck Ramos, apresentado no XIV Seminário de Iniciação Científica e XIII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão/2008 da UNISC. A Evolução da Comunicação, cujo orientador foi Felipe Gustsack.
Projeto de Pesquisa: Estudo das transformações da linguagem com o uso das novas tecnologias de informação e comunicação entre jovens estudantes e suas repercussões na escola e na família."


Um vídeo interessante que pretendo também utilizar nas formações deste ano no NTE.
Da pesquisa no ciberespaço, indico também para professores em geral e aos de História, em especial, o vídeo abaixo, chamado Da pedra lascada ao outsourcing; que "demonstra a história e a evolução do registro de informações, desde a pré-história até os tempos modernos. A abordagem inicia-se 40.000 anos a.C. e descreve o desenvolvimento até chegarmos às mais novas tecnologias de impressoras laser, multifuncionais, copiadoras, e o outsourcing de impressão".


Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=95TyYMY7Ukw

Como tenho mostrado neste e noutros blogs - como o Letra Viva do Roig, através de diversas postagens -, portais como o YouTube, além de serem locais de reprodução e armazenagem de conteúdos já prontos (como os vídeos acima e abaixo indicados que podem ser interessantes complementos a atividades de educadores, não apenas com o enfoque tecnológico e sim educacional), possibilitam também armazenar produção própria de outros educadores que façam registros de sua prática e suas reflexões, seja em câmera digital ou celular, editando esses vídeos ou apresentações de slides e depois inserindo no próprio You Tube, ficando à disposição de outros professores, alunos e sociedade em geral (logicamente pedindo autorização dos alunos maiores de 18 anos e de seus responsáveis, se menores de idade). Isso é o que eu chamo de A Corrente do Bem, alusão ao filme de mesmo nome, que por conta de esquecimento, ficou de fora da lista dos 10 filmes para o professor assistir antes da aposentadoria, postagem no Letra Viva, onde indiquei alguns filmes que merecem ser visto por todos os educadores, enquanto ainda em atividade em sala de aula e/ou laboratório de informática/sala de aula digital, para auxiliar em sua prática escolar.
É possível inserir as TICs (tecnologias da informação e da comunicação) dentro do contexto educacional, desde que aja primeiro planejamento e definição de critérios em sua implantação. Penso que hoje, diante das inúmeras possibilidades, deve o professor não apenas reproduzir o que já existe e vem pronto (a famosa receita de bolo), mas também criar seu próprio conteúdo que sirva de inspiração e incentivo aos colegas no local de trabalho e a outros pelo ciberespaço. O uso eficiente e pedagógico do YouTube é algo valioso e deve ser incentivado. A socialização do conhecimento deve iniciar pelos próprios educadores e o ciberespaço é o local onde esse conhecimento gera novos saberes e fazeres pedagógicos. Aprendendo a aprender, como diria Paulo Freire.

Um comentário:

  1. Obrigada pelas suas sugestões. Acredito que irão enriquecer bastante as minhas aulas.

    ResponderExcluir